1.042 já foram imunizadas em Brusque

Mobilização segue até sexta-feira, 24 de agosto

1.042 já foram imunizadas em Brusque

Mobilização segue até sexta-feira, 24 de agosto

A Campanha Nacional de Multivacinação começou no sábado, 18 de agosto, para todas as crianças com até cinco anos de idade, focada na atualização das vacinas. Em Brusque, as Unidades Básicas de Saúde realizaram 1.042 atendimentos. A mobilização segue até sexta-feira, 24 de agosto, para colocar em dia as doses do calendário básico de vacinação.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, dos 1.042 atendimentos apenas 311 carteirinhas de vacinação precisaram ser atualizadas. Esse número corresponde a 29,84% das crianças que foram até as Unidades Básicas de Saúde, no sábado. No total, foram aplicadas 505 doses do calendário vacinal, uma vez que, algumas crianças necessitaram atualizar mais de uma vacina.

A coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Grasiela Costa, destaca que mais de 70% das crianças que procuraram o atendimento estavam com as doses em dia e não foi necessário aplicar novas vacinas. 

– Esses números são considerados positivos, pois, a maioria das crianças estava com o calendário de vacinação atualizado – ressalta.

Campanha Nacional de Multivacinação

A Vigilância Epidemiológica informa que ao contrário dos anos anteriores, em 2012 não haverá uma campanha de segunda etapa da vacina contra a poliomielite. Todas as ações estão concentradas na Campanha Nacional de Multivacinação, que oferece as doses do calendário básico para as crianças que estão com as vacinas em atraso.

No período de 18 a 24 de agosto, é realizada a introdução da Vacina Inativada contra Poliomielite (VIP) e da Vacina Pentavalente contra difteria, tétano, coqueluche, haemophilus influenza B e hepatite B. A vacina injetável da poliomielite (VIP) será aplicada nas crianças que estão iniciando o esquema vacinal com dois meses. As crianças que já iniciaram anteriormente com a vacina da poliomielite oral (VOP), continuarão com o esquema oral.

A vacina pentavalente irá substituir tetravalente. A coordenadora Grasiela Costa revela que, neste caso, foi acrescentado a vacina contra hepatite B, que antes era administrada separadamente. 

– O uso das vacinas combinadas traz benefícios como a facilidade de administração, redução da dor e do medo nas crianças, além de diminuir o número de idas aos serviços de saúde, contribuindo para o alcance elevado das coberturas vacinais – conclui.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio