Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

72% dos diretores de escolas públicas de SC são indicados politicamente

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

72% dos diretores de escolas públicas de SC são indicados politicamente

Maratona de Temer

  • Por Raul Sartori
  • 6:00
  • Atualizado às 17:44
  • +A-A

Ingerência política
Se espanta saber que 72% dos diretores de escolas públicas de SC são indicados politicamente, conforme levantamento nacional da Folha de S. Paulo, é estarrecedor se constatar que nas escolas públicas municipais as nomeações para tal cargo, e outros logo abaixo, comissionados, tal índice beira os 100%. São raras as escolas municipais que fazem escolha direta de seus dirigentes. Preferem submeter-se, por omissão, comodismo ou conveniências várias, à manipulação político-partidária. Se sabe quer só perde com isso.

Maratona de Temer
A agenda do presidente Michel Temer, ontem, era digna de um maratonista. Tinha encontros com 42 deputados federais no Palácio do Planalto, desde o início da manhã até tarde da noite. Tudo para barrar o avanço da segunda denúncia contra si que tramita na Câmara dos Deputados. Na lista para conversas estavam os catarinenses Rogério Peninha Mendonça e Valdir Colatto (PMDB), além do ex-deputado federal João Matos.

Obra empenhada
É lamentável que um quadro do memorável comendador Souza Breves (Joaquim José de Souza Breves, 1804 – 1889, conhecido como “Rei do Café”) pintado pelo artista catarinense Victor Meirelles, sirva para uma finalidade que não a enobrece. A obra ia para um leilão, em São Paulo, semana passada, que acabou suspenso por solicitação do secretário estadual de Cultura do Rio, André Lazaroni. A tela é integrante do patrimônio da falida Santa Casa do Rio, que remeteu-a a um leilão para pagar dívidas. Certamente por uma pechincha. É uma obra que deveria estar em um museu de SC.

Vítima fatal
Na tribuna, a senadora Regina Sousa (PT-PI) afirmou que o reitor afastado da UFSC, Luiz Carlos Cancelier, é a primeira vítima fatal dos abusos cometidos pelo o que ela classificou de “Estado policialesco” que impera no país. Regina leu, emocionada, carta escrita pelo reitor, na qual ele relata a humilhação e o vexame a que foi submetido ao ser preso.

Brasileiras incríveis
Voltado para meninos e meninas entre 8 e 12 anos, deve logo chegar à lista dos mais vendidos o livro “50 brasileiras incríveis para conhecer antes de crescer”, que está sendo lançado pela brilhante jornalista e cientista política Mirian Leitão. Uma das personagens mais destacadas é a médica catarinense Zilda Arns (1934-2010), que criou a Pastoral da Criança.

Frotteurismo
Uma palavra que logo muita gente vai pronunciar e se familiarizar é frotteurismo, que já começa a entrar nos dicionários. Significa o ato de se esfregar em outra pessoa, que atualmente pode ser enquadrado como importunação ofensiva ao pudor, contravenção penal com previsão apenas de multa; ou violação sexual mediante fraude, crime com pena de reclusão de dois a seis anos. Como são dois extremos onde nenhum oferece uma descrição adequada, um projeto aprovado no Senado cria a figura do “crime de constrangimento ofensivo ao pudor em transporte público”. A pena de reclusão é de dois a quatro anos para quem constranger, molestar ou importunar alguém de modo ofensivo ao pudor, ainda que sem contato físico, atentando-lhe contra a dignidade sexual.

Extradição a jato
O Supremo Tribunal Federal acaba de deferir a extradição do argentino J.M.G., acusado de tentar importar do Paraguai para a Argentina 47,5 quilos de cocaína, escondidos em compartimentos previamente preparados no automóvel que conduzia. Em fevereiro deste ano, o ministro Gilmar Mendes decretou sua prisão preventiva, embora já estivesse preso preventivamente na Penitenciária Federal de Porto Velho, em decorrência de condenação, pela 1ª Vara Federal de São Miguel do Oeste, em SC, por tráfico de drogas, em regime fechado.

Muamba útil
Está para passar no Congresso Nacional projeto que destina para educação básica 30% da receita com venda de importados apreendidos. Outro projeto parecido e apensado ao anterior, da deputada Geovânia de Sá (PSDB-SC), destina 20% do produto da licitação de mercadorias apreendidas para segurança pública nos municípios. Em ambos os casos se trata de venda que concorre com o comércio legal, que paga impostos. Este país tem jeito mesmo?

Categorias armadas
Integrantes das carreiras de perícia médica da Previdência Social, auditores tributários dos Estados e do Distrito Federal, oficiais de justiça, avaliadores do Poder Judiciário dos Estados e do Distrito Federal e defensores públicos poderão ter direito a porte de arma de fogo. A possibilidade está prevista no projeto de lei que está sendo analisado nas comissões da Câmara dos Deputados.

DETALHES
Está difícil entender a alma política do brasileiro no momento. Quer Lula presidente mas despachando da cadeia.

O juiz Maurício Cavallazzi Póvoas, titular da 1ª Vara da Família de Joinville e diretor do Foro local, lança hoje a segunda edição revista e atualizada do livro “Multiparentalidade – A possibilidade de múltipla filiação registral e seus efeitos”. O prefácio é do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio