Acadêmicos da Unifebe viajam para Alemanha para estudar mobilidade urbana

2º workshop internacional de mobilidade sustentável será realizado de 14 a 18 de maio no distrito de Karlsruhe

Acadêmicos da Unifebe viajam para Alemanha para estudar mobilidade urbana

2º workshop internacional de mobilidade sustentável será realizado de 14 a 18 de maio no distrito de Karlsruhe

Dando continuidade à parceria entre o município de Brusque, a Unifebe, o distrito alemão de Karlsruhe e a Universidade de Karlsruhe, no dia 11 de maio, acadêmicos e professores da Unifebe embarcam rumo à Alemanha para o 2º workshop internacional de mobilidade sustentável “Hands on Sustainable Mobility”.

O evento será realizado de 14 a 18 de maio com a participação de estudantes brasileiros e alemães dos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil. Até 2020, serão realizados seis workshops entre as duas universidades, três no Brasil e três na Alemanha. O primeiro foi realizado em novembro do ano passado no campus Santa Terezinha.

Mobilidade Urbana

Com a parceria, de 3 a 8 de abril, a Unifebe recebeu a visita do professor da Universidade de Karlsruhe Christoph Hupfer para oferecer apoio e cooperação com o plano de trabalho para a elaboração do plano mobilidade urbana de Brusque, que será desenvolvido pela Unifebe em convênio com a Prefeitura de Brusque. A assinatura do convênio deve ser feita nos próximos dias.

“A cooperação entre a Universidade de Karlsruhe e a Unifebe, com a visita do professor Christoph Hupfer, tem a finalidade de fomentar o debate acadêmico, a troca de experiências e a identificação de uma metodologia de trabalho adequada à realidade da cidade de Brusque, visando que os objetivos do Plano de Mobilidade Urbana sejam contemplados com máxima eficiência e qualidade”, destaca.

Para o acadêmico de Arquitetura e Urbanismo, Jeverson Correia Mota, a expectativa dos estudantes é muito grande para a segunda etapa do workshop, uma vez que já tiveram contato com os alunos da Alemanha e agora esperam conhecer na prática a realidade apresentada pelos colegas.

“No ano passado percebemos que eles são muito técnicos e especialistas na área deles. A expectativa é que quando formos para lá nos acrescente ainda mais nessa questão de conhecimento, porque além do contato, vamos conhecer a realidade local deles. Visitaremos algumas empresas e teremos visita de campo nas ruas para saber como eles organizam o trânsito. Isso nos fornecerá uma grande bagagem para que quando retornamos, possamos utilizar isso aqui e contribuir para o plano que será desenvolvido em Brusque”, opina o acadêmico.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio