Acadêmicos de Arquitetura da Unifebe são finalistas de prêmio nacional

Esta é a segunda vez que o curso da instituição é destaque no Prêmio Projetar

Acadêmicos de Arquitetura da Unifebe são finalistas de prêmio nacional

Esta é a segunda vez que o curso da instituição é destaque no Prêmio Projetar

O curso de Arquitetura e Urbanismo da Unifebe comemora mais uma final no prêmio nacional de Arquitetura “Projetar.org”, que também marca o 4º prêmio Soluções para Cidades e 1º concurso Concrete Show.

No dia 24 de agosto serão conhecidos os novos vencedores do prêmio, que teve como tema “Parada de ônibus”. O desafio proposto aos concorrentes foi projetar um abrigo para parada de ônibus em concreto.

A equipe formada pelos acadêmicos Carine Mariê Merizio, Gustavo de Oliveira Minatti, Ariele Mahara Marchi Freitas, Rayssa Grignani e Daniela Veneri é uma das seis finalistas e terá seu projeto exposto no estande da ABCP – Associação Brasileira de Cimento Portland durante o 11º Concrete Show South America, que acontece de 23 a 25 de agosto no São Paulo Expo, em São Paulo (SP), e é reconhecido como um dos mais importantes pontos de encontro da construção civil na América do Sul.

O resultado será divulgado no Seminário Soluções para Cidades, como parte da programação do Concrete Show, e simultaneamente pelo Portal Projetar.org.

Segundo os acadêmicos da Unifebe, que já estão entre os seis melhores colocados, a conceito do projeto originou-se baseado no sistema convencional dos pontos de ônibus: banco, estrutura e cobertura, porém com uma certa diferença em sua forma e volumetria.

“Foram empregadas curvas para suavizar a aparência do concreto, além de incorporar ideais sustentáveis, como por exemplo fontes de energia renovável. O design foi projetado de modo amplo e aberto, para evitar obstruir a visão do comércio, e também estimular a relação entre os indivíduos”, explicam.

De acordo com o grupo, a inscrição no concurso foi motivada para aumentar as experiências práticas e impulsionar o ingresso no mercado de trabalho.

“Com o concurso é possível estabelecer nossa “vitrine” profissional, aumentando nosso portfólio e nos colocando a par das reais situações e necessidades do contexto urbano atual”, contam.

O coordenador Marcelius Oliveira de Aguiar comemora a classificação dos alunos.

“É a segunda vez que nos destacamos no Prêmio Projetar. Desta vez já estamos entre os seis melhores, mas resta saber qual será nossa classificação final. De qualquer forma, é motivo de orgulho esse reconhecimento que nossos estudantes estão recebendo, e, consequentemente, o nosso curso”, parabeniza.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio