Acidente entre dois carros causa morte na rodovia Antônio Heil, em Brusque

Fernanda Felício, de 21 anos, seguia de carro para o trabalho quando foi atingida por outro veículo

Acidente entre dois carros causa morte na rodovia Antônio Heil, em Brusque

Fernanda Felício, de 21 anos, seguia de carro para o trabalho quando foi atingida por outro veículo

Era por volta das 10h desta segunda-feira, 8, quando um grave acidente causou a morte da jovem Fernanda Felício, de 21 anos, na rodovia Antônio Heil. (SC-486). A colisão entre um Ford Ka e um Kia Cerato aconteceu no Mont Serrat, próximo ao Parque das Esculturas.

A vítima fatal, que era natural de Brusque, estava no banco do carona do Ka. O motorista do Ford Ka, Paulo Henrique de Souza, 24, namorado de Fernanda, foi conduzido ao Hospital Azambuja em estado grave. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele estava com fratura no braço, suspeita de traumatismo craniano e de hemorragia, além de fratura no pé e ferimentos no rosto.

O condutor do Cerato, Leoberto Verwiebe Junior, 27, também foi encaminhado ao hospital, mas sem ferimentos graves.

Conforme informações do hospital, Verwiebe Junior passou por exames médicos e foi liberado. Já Souza, motorista do Ka, teve politraumas, foi encaminhado ao centro cirúrgico e segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

As imagens das câmeras de monitoramento próximas ao local do acidente mostram o momento em que o veículo Cerato – que seguia na rodovia no sentido a Centro – invade a pista contrária, em uma curva, e atinge de frente o Ford Ka. Uma chuva fina caia no momento.

Pelo menos três equipes do Corpo de Bombeiros seguiram para o local. A Polícia Militar e a Guarda de Trânsito de Brusque atuaram no controle do trânsito, que seguiu em meia pista, mas foi fechado completamente para ao trabalho da perícia do Instituto Geral de Perícias (IGP), causando congestionamento. O trânsito voltou a ser liberado por volta das 11h30.

Polícia Civil investigará o acidente

O Instituto Médico Legal (IML) recolheu o corpo de Fernanda e identificou que a causa da morte foi traumatismo craniano, fratura no crânio e politraumas. Segundo a perícia, ela apresentava afundamento de crânio. Fernanda usava o cinto de segurança no momento do acidente.

As causas do acidente ainda estão sendo apuradas pelo IGP, que retornou ao local na segunda-feira à tarde. Após o acidente, o Corpo de Bombeiros fez a limpeza da pista, pois havia óleo no local. A perícia apurará também se o óleo foi derramado por conta da colisão ou já estava na pista e, portanto, pode ter sido uma das causas do acidente.

O delegado responsável pelo caso, Leandro Sales, diz que a Polícia Civil soube do acidente por meio do boletim de ocorrência feito pelos familiares de Fernanda. A polícia iniciou as investigações por meio de inquérito. Ele adianta, no entanto, que o motorista do Cerato deverá ser indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. “Nesse caso o autor do acidente deveria ter sido conduzido à delegacia, pois, dependendo das circunstâncias, caberia uma prisão em flagrante”.

Nota de pesar
A Prefeitura de Brusque emitiu nota oficial em que expressa “seu profundo pesar” pelo falecimento da monitora escolar. As aulas desta unidade estão suspensas nesta terça-feira, 9, em sinal de luto.

Sepultamento
O velório de Fernanda acontece na capela mortuária do cemitério Parque da Saudade e o sepultamento ocorrerá nesta terça-feira, 9, às 16h, no mesmo local.

Fernanda sonhava em ser professora

A jovem era bastante conhecida por ser dedicada ao trabalho, à família e aos amigos, e gerou comoção na cidade.

Fernanda e Paulo namoravam há cerca de cinco anos, e a jovem realizava o sonho de se formar em Pedagogia. O cunhado dela, Clóvis Ricardo Ristow, conta que faltava um ano para a formatura e Fernanda estava radiante.

Neste ano ela conseguiu uma vaga para trabalhar como monitora, no Centro de Educação Infantil Emilia Floriani II, localizado na FIP, e aos poucos estavam dando continuidade ao seu sonho. Antes, a jovem trabalhava em uma empresa de confecção, próximo de casa, no bairro Primeiro de Maio, onde morava com os pais.

No momento do acidente, Fernanda e o namorado seguiam juntos para o trabalho, pois ele trabalha em uma loja que também fica na FIP. “Como os horários eram compatíveis, os dois sempre iam juntos para o trabalho”, conta o cunhado.

Fernanda Felício, de 21 anos, é natural de Brusque
  • Câmeras registram o acidente. Assista aos vídeos:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo