Acusado de assassinato de indígena em Penha é preso

Ele foi detido após operação conjunta das polícias de Gaspar e vários municípios vizinhos

Acusado de assassinato de indígena em Penha é preso

Ele foi detido após operação conjunta das polícias de Gaspar e vários municípios vizinhos

Gilmar Cesar de Lima, identificado pela polícia como o responsável pelo assassinato brutal do professor xokleng Marcondes Namblá, ocorrido em Penha, foi preso na manhã desta sexta-feira, 12. A prisão ocorreu no endereço em que mora uma irmã do suspeito, em Gaspar.

Lima era procurado por policiais do município vizinho porque também é suspeito de envolvimento numa tentativa de homicídio ocorrida no ano passado. Mais de 40 policiais civis e militares de Itajaí, Gaspar e Blumenau participaram das buscas após denúncias anônimas desvendarem o paradeiro dele.

Na madrugada de 1º de janeiro, câmeras de segurança flagraram o momento em que o suspeito usa um pedaço de madeira para agredir o professor diversas vezes, inclusive depois que Marcondes já está caído no chão. Nos primeiros dias do ano, policiais do litoral já haviam feito uma operação para prender Gilmar, mas ele conseguiu fugir.

A Polícia Civil fará uma entrevista coletiva às 14h, na delegacia regional de Blumenau, para detalhar a operação e as investigações sobre o caso.

Correção
Até 10h50 desta sexta-feira este texto informou que o endereço da prisão fica em Brusque. Na verdade, o suspeito foi encontrado no município de Gaspar. A versão acima já está corrigida.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio