AD Brusque perde segunda consecutiva e afunda na tabela da Liga Ouro

Contagem Towers venceu por 70 a 41 em plena Arena Brusque e time agora está na lanterna

AD Brusque perde segunda consecutiva e afunda na tabela da Liga Ouro

Contagem Towers venceu por 70 a 41 em plena Arena Brusque e time agora está na lanterna

A AD Brusque teve mais uma partida esquecível na Arena. Diante de mais de 300 pessoas, o time perdeu pela segunda vez consecutiva para o Contagem Towers. Se antes o problema eram os reforços, desta vez foi a falta de eficácia. Com o time completo os brusquenses perderam por placar ainda mais elástico: 70 a 41. A equipe brusquense encerrou a noite como lanterna da competição.

Não evoluiu

O estilo de jogo do Contagem permaneceu o mesmo da primeira vez que os times se encontraram. Mesmo assim, a AD Brusque não soube estudar o adversário no primeiro quarto. Sempre nos erros durante o ataque brusquense, o time mineiro, capitaneado por Tatu e Biro, ex-AD Brusque, aproveitava para vencer os adversários na correria incessante e pontuar. Nessa brincadeira, o time rival chegou a abrir 10 a 0 antes de os locais marcarem seus primeiros pontos.

Depois de um pouco mais de concentração dos principais nomes do time, como Durval e Gigante, a equipe passou a pontuar. A lentidão dos brusquenses, contudo, dificultava uma reação que de fato preocupasse o Contagem Towers, e dessa forma o placar fechou na primeira parcial com 21 a 10.

Parecia que o segundo quarto jamais iria acabar. A AD Brusque foi superior em quadra, dando os botes certeiros e os melhores dribles, mas na hora de cestar, ela não entrava. Nem de perto, nem de longe, a bola brusquense teimava em não escorregar pelo gargalo. E nas poucas chances, o Contagem sempre ampliava seu placar já favorável.

A noite também não era de Danilinho. Apesar de muito esforçado, o camisa 6 abusou dos erros e foi nesses momentos que o adversário mais cresceu. Muito enérgico, o técnico Leonardo Alves, do time de Minas, cobrou muito de seus comandados e teve o retorno exigido: final de quarto, 38 a 26.

Sono

A sonolência se repetiu em quadra no penúltimo quarto. Parecia não ter fim a saga de erros da AD Brusque. Mesmo completo, o time da casa não mostrava reação. Alan e Wallace mostraram movimentação e vontade, mas efetivamente pouco produziram na partida.

As mais de 300 pessoas presentes gritavam, aplaudiam e tentavam mexer com os nervos dos adversários, mas de nada adiantava. O Contagem foi soberano com Perez, Tatu, Biro e o grandalhão Alírio. Jogando com qualidade, o time de preto venceu o terceiro quarto por 51 a 36.

Já cansados e atônitos, os jogadores da equipe brusquense só assistiram o adversário ampliar o marcador. Placar final: 70 a 41. Visivelmente desapontado, o técnico Alexandre Barros, o Bicudo, falou sobre a próxima rodada, contra Blumenau e o desempenho da equipe na partida. “As finalizações foram péssimas, tivemos nove erros nos chutes em 14 tentativas. Tivemos mais de 16 lances livres desperdiçados. Tem que ter um pouquinho mais de calma e tempo param trabalhar. O próximo jogo será pedreira, Blumenau se reforçou muito. Temos que modificar nosso pensamento, botar a cabeça no lugar pra jogar melhor nas próximas partidas”, diz.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio