AD Brusque tem batalha final no Campeonato Estadual de Basquete Adulto de 2014

Equipe entra em quadra nesta quarta-feira, 5, na primeira decisão em busca do bicampeonato

AD Brusque tem batalha final no Campeonato Estadual de Basquete Adulto de 2014

Equipe entra em quadra nesta quarta-feira, 5, na primeira decisão em busca do bicampeonato

Chegou o grande dia da primeira partida final do Campeonato Estadual de Basquete Adulto de 2014. A partir das 20h15 desta quarta-feira, 5, no ginásio do Galegão, em Blumenau, a AD Brusque entra em quadra em busca do bicampeonato da competição justamente no palco da conquista do ano passado.

Desta vez o jogo ainda não vale o título, mas a importância é praticamente a mesma do duelo decisivo, já que uma vitória deixa o vencedor muito próximo de levantar a taça.

Após este jogo, haverá ainda um segundo confronto diante de Blumenau. Esta partida será sábado, às 19h, na Arena Brusque, e vale ainda o troféu ‘Jornal Município 60 anos’. Uma homenagem do time brusquense ao periódico. Caso haja a necessidade, um terceiro confronto será realizado domingo, às 11h, novamente na Arena. Algo não cogitado num primeiro momento pelo técnico George Salles. “A gente sabe as dificuldades que vamos encontrar, mas também temos nossas armas. Será um jogo muito duro. A equipes deles é jovem, mas ao mesmo tempo experiente, com atletas que já tiveram passagem por equipes de expressão”, diz o treinador, ao destacar o consagrado pivô Ricardo Probst.

Salles credita o favoritismo ao adversário em razão, sobretudo, do investimento entre as equipes, o que segundo o treinador chega a ser o dobro, mas assume que a AD Brusque vai jogar para fazer o resultado fora e tentar definir a partida já no sábado, diante da torcida. “Vamos fazer de tudo para tentar uma vitória, mas ao mesmo tempo sabendo que, se tiver uma derrota, o campeonato não acabou”, alerta.

A intenção do treinador é fazer um jogo inteligente, aproveitando as oportunidades para jogar a pressão para o time da casa. “Foi desta forma que o clube brusquense já saiu do Galegão vencedor em outras oportunidades”, lembra. “No inicío do ano, eles lotaram o Galegão, contaram com a torcida do Metropolitano que foi em peso. Abriram uma boa vantagem sobre nós, mas a gente conseguiu superar as adversidades e jogar essa pressão para eles. É um jogo em que não pode haver desespero em nenhum momento”, defende.

O comandante brusquense ainda alerta sobre o alto nivel de basquetebol apresentando pelas equipes, em que ‘erros primários’, como define Salles, podem ser fundamentais. “É um jogo que você não pode perder bola driblando, desperdiçar passes ou errar bola embaixo da cesta e arremessos livres, pois o basquete te penaliza. Num jogo em que as equipes são muito parelhas, você tem que manter o mesmo ritmo do início ao fim, ou terá uma surpresa”, diz.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio