AD Brusque termina turno da Liga Ouro com apenas uma vitória

Técnico avalia que parte física prejudicou desempenho da equipe até aqui

AD Brusque termina turno da Liga Ouro com apenas uma vitória

Técnico avalia que parte física prejudicou desempenho da equipe até aqui

Com sete derrotas e uma vitória no primeiro turno, a AD Brusque está na penúltima colocação na Liga Ouro de Basquete 2018. Apesar do mau desempenho até o momento, o técnico Alexandre Barros, o Bicudo, acredita numa melhora no segundo turno, com mais tempo para se preparar fisicamente.

A AD Brusque tem aproveitamento de apenas 12,5% na Liga. É o segundo pior. Está na frente somente do Cerrado (DF), que foi derrotado pela equipe brusquense.

O desempenho está longe esperado, admite o treinador. Mas ele diz que os motivos para isso são vários. Um deles é a falta de preparação física.

Enquanto os outros clubes puderam se preparar com antecedência e podem treinar continuamente, a AD Brusque enfrenta dificuldades. O técnico diz que está tendo jornadas muito grandes de trabalho, pois não se dedica só ao time.

Sem poder acompanhar os jogadores no dia a dia, o técnico tem de se virar para conseguir imprimir a sua identidade à equipe brusquense. Segundo ele, quando o Bolsa Técnico for implantado essa realidade deve mudar.

O vereador Deivis da Silva apresentou um requerimento sugerindo à prefeitura uma lei para criar o Bolsa Técnico. A matéria ainda não foi aprovada na Câmara de Vereadores.

Segundo Bicudo, os outros times têm vantagem física sobre Brusque. E isso faz toda a diferença, mesmo com o esforço dos atletas para se superar. “Estamos fazendo o máximo nas nossas condições”, afirma.

Melhora
O returno da Liga Ouro só começará, para Brusque, no dia 6 de abril. Com o intervalo de 13 dias, o técnico Bicudo tem a expectativa de elevar o patamar da equipe.

O treinador avalia que o time fez alguns bons jogos, o que demonstra que tem potencial para ser explorado. Bicudo reconhece que dentro de quadra a equipe não tem correspondido à altura do que a torcida espera, mas isso pode mudar.

Embora não lote a Arena, a torcida comparece em número razoável, na avaliação do comandante da AD Brusque. No segundo turno, com uma campanha melhor, ele espera mais público para empurrar os atletas.

Preparação
“A Liga Ouro é um laboratório para o segundo semestre. Não temos condições financeiras de ir para o NBB”, afirma Bicudo. Segundo ele, a competição nacional é um preparatório para o segundo semestre, quando ocorrem os campeonato estaduais.

De acordo com Bicudo, no ano passado, quando a AD Brusque também foi mal na Liga Ouro, o segundo semestre foi vitorioso. O técnico avalia que o time deste ano é bastante forte para jogar os campeonatos de Santa Catarina.

O elenco deste ano está quase completamente renovado. Apenas quatro atletas do ano passado continuam em Brusque, os demais são novatos. Segundo Bicudo, era preciso mudar porque a equipe estava com média de idade muito alta perante os rivais, como Blumenau e Joinville.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio