Adesão à paralisação continua indefinida em Brusque

Empresas devem se reunir no fim de semana para definir participação

Adesão à paralisação continua indefinida em Brusque

Empresas devem se reunir no fim de semana para definir participação

Ainda não é possível dimensionar o tamanho da paralisação que será realizada em Brusque na próxima semana. Na quinta-feira, 27 de junho, duas instituições já haviam confirmado adesão aos protestos populares que ocorrem em todo o país. A Feira de Moda (FIP) e o Centro Universitário de Brusque (Unifebe) emitiram comunicados informando a paralisação das atividades nessa segunda-feira, dia 1º de julho, em solidariedade e apoio aos manifestantes.

A Associação Empresarial de Brusque (ACIBr) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) informaram que não há nenhuma posição oficial sobre outras empresas ou entidades que devam aderir ao manifesto. A administração do Shopping Gracher disse que será realizada uma reunião com os lojistas nesse sábado, 29 de junho, para definir se haverá paralisação das atividades. O AlShopping  e a Prefeitura de Brusque já definiram que não haverá alteração nas atividades. A orientação para os funcionários é comparecer nos seus postos de trabalho no horário habitual.

Protestos

A reportagem do MDD entrou em contato com Nelson Diego Mafra, um dos organizadores da manifestação em Brusque. Ele confirmou que haverá também protesto nas ruas. Na segunda-feira, os manifestantes pretendem se reunir na praça Barão de Schneeburg, no Centro, a partir das 14 horas. O trajeto será definido em reunião realizada na hora.


Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio