Adolescente acorrentado pelo pai está na casa de familiares

O 'castigo' aconteceu na quinta-feira, 27, e será investigado pela polícia

Adolescente acorrentado pelo pai está na casa de familiares

O 'castigo' aconteceu na quinta-feira, 27, e será investigado pela polícia

O menino de 15 anos que ficou acorrentado pelo pé, durante 4h30, na tarde de quinta-feira, 27, no bairro Limeira, está com os familiares. 

O caso foi descoberto pelos policiais militares que estavam em rondas pelo bairro e, em seguida, acionado o conselho tutelar. 

O pai do adolescente foi chamado no trabalho, pois estava em posse das chaves do cadeado. Segundo ele, o motivo pela ação, teria sido um atraso do garoto ao chegar em casa, um dia antes, 45 minutos atrasado. 

– Era para ele chegar às 19h30 na quarta-feira, 26, porém ele chegou entre 20h e 20h15 -, explica o conselheiro tutelar, Paulo Vendelino Kons.

O adolescente foi libertado e, junto com os pais, encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil. 

O menino e os pais foram ouvidos e, após um acordo, ficou decidido que um parente ficaria responsável pelo adolescente.

Foi instaurado um inquérito policial para apurar melhor as informações. O delegado Alonso Moro Torres, da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI), diz que o pai responderá ao Termo Circunstanciado por maus tratos. 

– Vou esperar o laudo do Instituto Médico Legal (IML), para ver que tipos de agressões tiveram e, a gravidade delas -, informa.

>>> Leia matéria completa na edição impressa do MDD, na segunda-feira, 31 de março.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio