Advogada é presa em casa por estelionato e apropriação indébita

Ludmilla Maffezzolli, 53 anos, é condenada pelos crimes cometidos em Balneário Camboriú e Brusque

Advogada é presa em casa por estelionato e apropriação indébita

Ludmilla Maffezzolli, 53 anos, é condenada pelos crimes cometidos em Balneário Camboriú e Brusque

A advogada Ludmilla Maffezzolli, 53 anos, natural de Santos (São Paulo), foi presa na tarde desta segunda-feira, 30, em casa, na rua Prefeito Germano Schaeffer, no Centro.

Em uma ação conjunta, os policiais militares da Agência de Inteligência e os policiais civis da Divisão de Investigação Criminal (DIC), cumpriram os dois mandados de prisão contra a mulher.

Leia também: Adolescente de 13 anos denuncia avô por tentativas de estupro

De acordo com as informações dos mandados, ela é condenada pelos crimes de estelionato e apropriação indébita, que ocorreram em Balneário Camboriú e Brusque, respectivamente.

Ela foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil, para devidas providências.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio