Agência do Ministério do Trabalho permanecerá em Brusque, diz deputado federal

Rogério Mendonça, o Peninha, afirma que secretário da Previdência garantiu manutenção da estrutura

Agência do Ministério do Trabalho permanecerá em Brusque, diz deputado federal

Rogério Mendonça, o Peninha, afirma que secretário da Previdência garantiu manutenção da estrutura

O deputado federal Rogério Mendonça, o Peninha, (MDB-SC), afirmou nesta terça-feira, 12, que a agência do Ministério do Trabalho de Brusque não será mais desativada. A informação foi repassada por ele à Câmara de Vereadores no começo da tarde, e reiterada, posteriormente, em entrevista ao jornal O Município.

O deputado informou que a decisão lhe foi comunicada pelo secretário da Previdência Social, do governo federal, Rogério Marinho, a quem as atribuições do Ministério do Trabalho foram delegadas. A reunião foi realizada nesta terça-feira.

Peninha esteve em Brusque na semana passada, onde reuniu-se com representantes do poder Executivo e Legislativo, e recebeu o pedido para que intercedesse pela manutenção do serviço em Brusque.

“Ele [Marinho] informou que vai permanecer. Ele me afirmou que vão rever e que vão mudar isso aí”, disse o deputado. Até o momento, no entanto, ainda não há um posicionamento oficial do governo federal sobre o caso.

A notícia sobre o fechamento da Agência do Ministério do Trabalho de Brusque surgiu no dia 4 de fevereiro. Os servidores da agência foram informados da mudança e aguardam somente a publicação de uma portaria, para fechar as portas.

Chefe da agência de Brusque há 24 anos, Leníria da Cunha afirmou que assim que a portaria for publicada a agência será fechada e que a confecção de carteiras de trabalho e todos os atendimentos relacionados deverão ser feitos em Itajaí ou Blumenau.

Hoje, a agência de Brusque atende também os moradores de Guabiruba, Botuverá, São João Batista, Nova Trento, Tijucas, Major Gercino e também os moradores dos limites com Gaspar e Itajaí.

Na agência, além da emissão de carteira de trabalho, são realizados pedidos de seguro desemprego, orientações trabalhistas, atendimento de PIS e Caged.

Em entrevista ao jornal O Município, Jacinto Fernando Stefanelo, chefe do serviço de administração da Superintendência do Ministério do Trabalho em Florianópolis, disse que existe uma expectativa de fechamento, mas ainda não está confirmada, já que o órgão aguarda a publicação de um decreto.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio