Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Agora resta saber se Jair Bolsonaro é uma ameaça à democracia

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Agora resta saber se Jair Bolsonaro é uma ameaça à democracia

Raul Sartori

Ressaca eleitoral
Passada a eleição, resta saber, agora, se Jair Bolsonaro é uma ameaça à democracia. Trata-se de um homem simples, de viés autoritário, como deixou claro em muitas ocasiões, mas com alguns posicionamentos que conquistaram simpatias, principalmente na questão da segurança. Foi assim que conquistou a preferência da maioria dos eleitores diante da dissimulação sorrateira do lulopetismo. A esperança é que, para o bem do Brasil, o capitão seja antes de tudo um democrata.

Veja também: 
Jair Bolsonaro vence com folga em Brusque, Guabiruba e Botuverá

Eleito, Comandante Moisés alcança vitória histórica em Brusque

Motorista atropela mulher e é detido por policiais à paisana em comemoração pró-Bolsonaro

Outro dia
Hoje é dia de se cair na real. O eleito para o Palácio do Planalto terá de dizer que reformas importantes terá que fazer, por mais duras que sejam. Se por qualquer motivo expor a democracia a ameaças, o povo tomará as ruas, novamente, sem dúvida. Não é por falta de costume. Foi ele quem, via Congresso Nacional, tirou do poder a “presidenta” Dilma Rousseff.

De volta?
Bolsonaro pretende recriar o antigo Ministério do Interior, com o objetivo de coordenar as iniciativas de desenvolvimento. Eram subordinadas a ele autarquias poderosas, como a Superintendência do Desenvolvimento do Extremo-Sul (Sudesul), extinta nos anos 1990, com jurisdição sobre SC, Paraná e Rio Grande do Sul. Lembrava muito o que hoje são as Agências de Desenvolvimento Regional (ADR) em SC: um cabide de empregos capitaneado por políticos derrotados, com raras exceções.

Sem chance
Assessores de Bolsonaro dizem que figuras que atualmente integram o governo Temer não têm espaço em eventual gestão do capitão. Tal vínculo os “desqualifica na largada”, como um deles afirmou em relação ao ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, que veio a público defender Bolsonaro diante das críticas do músico britânico Roger Waters. Se é esse o critério, o ministro catarinense do Turismo, Vinicius Lummertz, terá que dar adeus à Esplanada dos Ministérios em 31 de dezembro.

Voto aberto
O leitor Ademar Darós, de Nova Trento, expôs à coluna, em poucas palavras, o mesmo motivo que levou dezenas de milhões, ontem, a preferir Jair Bolsonaro como novo presidente da República: “Entre permanecer no erro e tentar mudar e errar novamente, preferi tentar”.

Tapas e beijos
Se Gelson Merísio fosse o vencedor de ontem, tudo indicava que a transição não seria nem um pouco tranquila depois das duras críticas que Pinho Moreira fez no candidato do PSD, qualificando-o como “mentiroso compulsivo” e que cadeia para ele é questão de tempo. Com a equipe do Comandante Moisés tudo será mais fácil. Tanto que já há pessoas indicadas a comparecer esta manhã no Centro Administrativo do Governo, onde o governador dispôs uma sala especial para a equipe do novo chefe do Poder Executivo eleito receber e pedir todas as informações possíveis.

Liberdade
A juíza Maria Paula Kern rejeitou pedido para determinar retirada de faixa antifascista colocada em prédio da Udesc, em Florianópolis. Faixa vinculada como propaganda contrária a um candidato à Presidência da República. Ganhar a eleição no grito, acima da lei? Sejamos francos e menos hipócritas: houve um tempo em que a universidade era local de estudo; hoje, sob o manto da autonomia e aparelhadas, é palco de baderna, desrespeito à lei e proselitismo político.

Homenagem
Enquanto os catarinenses esquecem seu conterrâneo, literalmente, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região aprovou proposta para nomear como “Ministro Teori Albino Zavascki” o novo prédio anexo que está sendo construído junto à sede do tribunal, em Porto Alegre. Zavascki, ministro do STF, que faleceu em janeiro de 2017 na queda de um avião no litoral de Paraty (RJ), era natural de Faxinal dos Guedes, de que tanto se orgulhava.

Racismo 1
O Conselho Estadual das Populações Afrodescendentes tem insistido junto ao Grupo de Trabalho de Combate ao Racismo no Sistema de Justiça de SC, formado por representantes do Ministério Público, Defensoria Pública, OAB-SC e TJ-SC, para que se cumpra a lei que obriga o ensino de história e cultura afro-brasileira nas escolas. Com todo respeito a todas as etnias, e porque perguntar não ofende: tal lei, tão impositiva, vai mesmo ajudar no combate ao racismo?

Racismo 2
Vamos ao panorama racial e étnico de SC, onde, de 7 milhões de pessoas, 12% se declara negra. Que interesse terão milhões de estudantes que não são negros em tal conteúdo na escola? E que disposição teriam os estudantes negros e afins de, eventualmente, ter a obrigação de conhecer a história e a cultura europeia, da qual há afinidade de pelo menos 80% da população do Estado? Que se tome conhecimento, sim, mas nos programas normais de história e geografia, como sempre se fez, sem imposição nenhuma e sempre com muito respeito, consideração e simpatia.

Detalhe
Detalhe importante na discussão sobre os quatro pedágios propostos para o trecho sul da BR-101 que, queiram ou não, irão afetar o bolso de milhões de usuários futuros da rodovia. Os quatro foram intencionalmente (se saberá algum dia quem foi o autor da arapuca) projetados para ficar a uma distância de 40 quilômetros entre um e outro, com tarifa prevista, em valores atuais, de R$ 4,20. Os pedágios do trecho norte ficam a uma distância de 80 quilômetros um do outro e em cada um cobra-se R$ 2,70. A discrepância é enorme e inexplicável.

Câmara Mirim
A estudante blumenauense Natália Oliveira Pereira dos Santos foi autora de projeto aprovado na 14ª edição do programa Câmara Mirim, da Câmara dos Deputados, que proíbe a comercialização de canudos de plástico. O programa, realizado semana passada, simula o processo legislativo com estudantes do ensino fundamental de todo país. O projeto aprovado pode ser apadrinhado por um deputado federal e passar a tramitar de verdade na Casa.

Paridade
Nada melhor que a união de forças. Revoltadas com a possibilidade de serem impostas quatro praças de pedágio no trecho sul da BR 101 em SC, as forças políticas da região se uniram e produziram um documento exigindo paridade nas tarifas com o trecho norte (R$ 2,70 em cada pedágio, no momento). E cada praça a uma distância de 80 quilômetros uma da outra. Justo.

Comunicação
O presidente do Tribunal de Justiça de SC, desembargador Rodrigo Collaço, faz amanhã, em almoço com jornalistas, apresentação do novo plano de comunicação do Poder Judiciário. Entre as ações imediatas está a de ingressar nas redes sociais, criação de assessorias de comunicação regionais e relacionamento com a imprensa.

Heróis catarinenses
Os surfistas catarinenses João Alberto Schmitz Filho e Phlilippe Oliveira Peixoto receberão, dia 29 de novembro, no Rio de Janeiro, o 1º Prêmio de Conservação Marinha AquaRio. Motivo: na penúltima semana os dois arriscaram a própria vida para salvar um filhote de baleia que ficou preso em redes de pesca nas proximidades do Farol de Santa Marta, em Laguna. A propósito disso: alguém em SC se lembrou de enaltecer publicamente o ato dos dois rapazes?

Veja também:
Há 57 anos, Grupo Escoteiro de Brusque forma cidadãos por meio do escotismo

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Marido agride mulher e a impede de sair de casa para votar, em Blumenau

Relax
A atriz Bruna Linzmeyer, que é catarinense de Corupá e estrela da próxima novela da Globo “O Sétimo Guardião”, disse à revista “Glamour” que adora a palavra “sapatão”, inclusive no Instagram. Nessa rede social, a namorada da artista Priscila Fiszman tem 1,4 milhão de seguidores. Diz que ama a forma como a comunidade se apropria do xingamento e o transforma em algo bom.

Esporte em alta
Com 84 lojas em operação atualmente e mais 15 prestes a compor seu mix de marcas nacionais e internacionais, o Porto Belo Outlet Premium se consolida como referência no segmento esportivo. Em dezembro receberá as lojas da Fila, italiana, e Mizuno, japonesa, com mais de 250 m² e únicas em SC no estilo “monomarca”. As mercadorias virão direto das fábricas.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio