Chuva causa alagamentos, deslizamentos e deixa famílias ilhadas em Brusque

São Pedro foi o bairro mais atingido; Defesa Civil registrou cerca de 20 ocorrências

Chuva causa alagamentos, deslizamentos e deixa famílias ilhadas em Brusque

São Pedro foi o bairro mais atingido; Defesa Civil registrou cerca de 20 ocorrências

A chuva registrada na tarde desta terça-feira, 16, causou alagamentos e deslizamentos em Brusque. O bairro mais afetado foi o São Pedro, onde a força da água arrancou parte do asfalto da rua São Leopoldo e atingiu diversas ruas. Ninguém ficou ferido.

Uma família foi removida de casa após o imóvel ser atingido por um deslizamento de terra. O caso foi na rua João Caetano, no mesmo bairro. Com o impacto, uma das paredes foi derrubada e parte da cozinha foi danificada.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Edevilson Kugik, os moradores foram encaminhados para casa de parentes. Outros dois deslizamentos foram registrados no São Pedro e no Steffen, mas sem danos a residências.

Pelo menos três famílias ficaram ilhadas em casa devido ao acúmulo de água. Pluviômetros marcaram volume de 73 milímetros no bairro São Pedro. O Guarani teve o segundo maior volume de chuvas: 52 milímetros. Já Limeira e Primeiro de Maio tiveram 26 e 20 milímetros, respectivamente. Os dados foram registrados até o fim da tarde de terça-feira.

Inúmeras ficaram ficaram alagadas no municípios, em diversos bairros. No Centro, trechos das ruas João Bauer e Vereador Guilherme Niebuhr foram atingidas. Já no São Luiz, a situação foi constatada em transversais da rua Daniel Imhof. No Steffen, o problema foi na rua Zenaide dos Santos de Souza, entre outras.

Atenção redobrada
Até o fim da tarde a Defesa Civil contabilizou cerca de 20 ocorrências ligadas a transtornos e estragos causados pela chuva. Com a situação, o coordenador destaca a importância de uma atenção especial às famílias afetadas e na elaboração de um levantamento completo dos estragos.

Para ele, mesmo com a tendência de amenização do panorama nos próximos dias, o histórico de chuvas do município exige cuidado. Estima que esta terça-feira tenha sido o sexto dia com volumes elevados de chuva recentemente. “Como o solo está muito encharcado, se exige uma atenção.”

Sem energia
Durante a tarde, a Celesc contabilizou cerca de 2,2 mil casas e empresas sem energia elétrica nos bairros Centro 1, Guarani, Jardim Maluche e Rio Branco. A operadora Vivo também ficou sem sinal no início da noite.

Posto afetado
Com o volume de água registrado no bairro Steffen, a Unidade Básica de Saúde foi alagada e os atendimentos foram suspensos nesta quarta-feira, 17, e na quinta-feira, 18. Consultas agendadas para as datas serão remarcadas.

A unidade do Centro atenderá os casos de urgência e emergência. Em nota, a Secretaria de Saúde pede compreensão da população.

Leia também: São Pedro, Steffen e Bateas são os bairros mais afetados pelas chuvas

Assista aos vídeos:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio