Alimentação Saudável é o foco de campanha da Rede Feminina de Combate ao Câncer de São João Batista

Entidade pretende trabalhar a conscientização quanto ao consumo de alimentos menos industrializados

Alimentação Saudável é o foco de campanha da Rede Feminina de Combate ao Câncer de São João Batista

Entidade pretende trabalhar a conscientização quanto ao consumo de alimentos menos industrializados

Na sessão da Câmara de Vereadores de segunda-feira, 15, as voluntárias da Rede Feminina de Combate ao Câncer estiveram presentes para falar sobre a campanha Preciso Viver 2019. A presidente da entidade, Maria Círia Aragão Zunino, usou a tribuna para falar que o principal foco neste ano é a alimentação saudável.

A campanha, realizada em todo o Brasil, foi lançada oficialmente em 7 de abril, Dia Mundial de Combate ao Câncer. Em São João Batista, a entidade pretende trabalhar a conscientização das pessoas quanto ao consumo de alimentos mais saudáveis e menos industrializados.

Para isso, está em busca de parcerias com a Secretaria de Educação e Câmara de Vereadores, para que sejam feitas hortas comunitárias nas escolas do município e também nos bairros. “Somos aquilo que comemos. E de que maneira estamos fazendo isso? Estou cuidando da minha família também? ”, questiona.

Círia ressalta que o município conta com muitos imóveis desocupados que serviriam de espaço para as hortas comunitárias. “Mesmo que o terreno esteja à venda, é possível fazer a horta no local. Assim que fechar a negociação, levamos a horta para outro espaço”, diz.

Além de conscientizar a população quanto à alimentação saudável, a presidente da entidade ressalta que, por meio da adesão à campanha, é possível reduzir as filas nos postos de saúde.

O presidente da Câmara de Vereadores, Éder Vargas (MDB), revelou durante a sessão que vem estudando um projeto de lei para implantar as hortas comunitárias em São João Batista.

Ainda na tarde de segunda-feira, 15, o vereador esteve na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-SC) para visitar a horta familiar feita pelos alunos e pais durante o Dia da Família na escola, no sábado, 13.

Em seguida, ele foi à creche Joanna Cassaniga Fumagali, no bairro Krequer, conhecer também o projeto da horta escolar. Naquela instituição, a turma da professora Regiane Pereira, do maternal II (3 a 4 anos), é a responsável responsáveis pelo espaço, que além de temperos e verduras, tem plantado ervas medicinais.

“É um projeto interessante e importante para as escolas, por isso estou estudando e pesquisando bastante para ver a viabilidade no município. Dentro de 20 dias devo trazer o projeto de lei para apreciação da Casa”, diz.

O vereador Heriberto de Souza (PPS) acrescenta que o projeto de hortas comunitárias é muito válido, até mesmo para o embelezamento da cidade. “Ao invés de deixar os lotes cheios de mato, teremos as hortas com produtos naturais, que só em pensar, lembro do tempo da infância”.


Marcação em cruzamento
O vereador Milson da Silva (MDB) fez uma indicação na sessão desta segunda-feira, 15, em que solicita ao Departamento de Trânsito do município que providencie a pintura de uma Marcação de Área de Conflito (MAC), popularmente conhecida como caixa amarela, no cruzamento das ruas João Vicente Gomes com a José Antônio Silva e Amphrisio Tirbúcio Sestrem, próximo à Câmara de Vereadores.

Ele informa que a pintura é extremamente importante, pois nos horários de pico, os motoristas param no cruzamento e obstruem a passagem dos outros que precisam fazer a travessia.

Bebedouro no estádio
Outra indicação do vereador Milson da Silva (MDB) foi para a instalação de um bebedouro no estádio municipal Cristóvão Reinert dos Santos, no Centro. Ele explica que todos os dias o local é muito utilizado pela comunidade para a prática de exercícios físicos, como caminhadas e corridas, além dos jogos do campeonato municipal de futebol.