Alterações em projeto atrasam repasse de recursos para a construção da ponte do Rio Branco

BRDE solicitou novas modificações à prefeitura, e convênio com o Fundam ainda não tem data para ser assinado

Alterações em projeto atrasam repasse de recursos para a construção da ponte do Rio Branco

BRDE solicitou novas modificações à prefeitura, e convênio com o Fundam ainda não tem data para ser assinado

O convênio do governo do estado com a prefeitura de Brusque para o repasse de recursos para a construção da ponte do bairro Rio Branco por meio do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam) ainda não tem data para ser assinado. O processo licitatório para a construção da ponte pode acontecer somente após a formalização do convênio estimado em R$ 3 milhões.

De acordo com o diretor do Departamento Geral de Infraestrutura (DGI), Artur Antunes Pereira, nos últimos meses o projeto da ponte teve de ser revisto a pedido do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). “Ao longo dos últimos 90 dias nos dedicamos em atender pendências que os técnicos do BRDE apontaram no projeto, fizemos algumas adequações e na quinta-feira da semana passada enviamos para Florianópolis para a aprovação”.

Assim que aprovado, a prefeitura pode dar início ao processo licitatório da obra. “Temos toda a documentação em mãos. Assim que o convênio for assinado, podemos licitar imediatamente”, diz.

Em nota, a assessoria de imprensa da secretaria de Estado da Casa Civil afirma que o projeto chegou às mãos dos técnicos do BRDE, no entanto, novas modificações devem ser solicitadas, e o município pode não ser incluído nas assinaturas programadas para acontecer na semana que vem. “O BRDE informou que solicitou à prefeitura a readequação de um item do projeto referente à construção da ponte com recursos do Fundam e, por essa razão, ainda não é possível garantir que o convênio será assinado na próxima semana”.
A ponte

Os moradores do bairro Rio Branco aguardam ansiosamente a construção da ponte. Hoje, para fazer a travessia para o bairro Dom Joaquim, existe apenas uma pequena ponte pênsil na rua Guilherme Alberto Frederico Hoefelmann. No entanto, por ali, passam apenas motociclistas e pedestres.

Com a construção da nova ponte, que ainda não teve o local exato divulgado, a intenção é otimizar e dar mais fluidez ao trânsito. “Uma nova ponte dá mais opção de fluxo de veículos nos dois bairros e aumenta a malha viária do município”, diz Pereira.

A ponte também facilitará o acesso aos bairros Rio Branco e Guarani, e dará mais uma opção ao tráfego da região central. Além de ser um novo acesso para a população de Guabiruba e para quem vem de Águas Claras ou Nova Trento pela Lagoa Dourada.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio