Conteúdo exclusivo para assinantes

Altos e baixos: saiba por onde andam os adversários do Brusque na Série D

Entre times sem calendário até equipes na Série B nacional, conheça a situação dos 13 rivais

Altos e baixos: saiba por onde andam os adversários do Brusque na Série D

Entre times sem calendário até equipes na Série B nacional, conheça a situação dos 13 rivais

O Bruscão começou sua história na Série D do Campeonato Brasileiro em 2009, ano da criação da quarta divisão nacional. De lá para cá foram quatro participações em que o quadricolor se encontrou com 13 diferentes adversários, entre fase de grupos e segunda fase.

Enquanto o Brusque não saiu da última divisão durante esse tempo, alguns alçaram vôos altos e hoje figuram, inclusive, entre as séries B e C do nacional. Já outros vivem um momento ainda pior que o quadricolor, sem calendário ou acumulando queda dentro de seus campeonatos estaduais.

Confira por onde andam as equipes que um dia foram pedra no caminho do Bruscão durante as edições do Brasileirão Série D:

De vento em popa
Três equipes que encontraram o Brusque pelo caminho vivem um bom momento atualmente. O principal caso é o do Juventude (RS). Desprestigiado no início da década, a equipe começou sua volta por cima em 2011, justamente no Brasileirão Série D o qual teve o Bruscão como um dos primeiros adversários, na primeira fase. Na ocasião, o quadricolor foi eliminado na fase inicial. A partir daí o clube caxiense começou uma rotina de ascensão que o colocou atualmente na Série B do Brasileiro – e brigando por acesso à primeira divisão nacional.

Entram na mesma barca dos times que vivem boa fase o São Bento (SP) e o Operário (PR). Enquanto o time sorocabano subiu no ano que enfrentou o Brusque e atualmente está muito bem na Série C, o Fantasma subiu nesta edição da quarta divisão e ainda conquistou o título nacional da quarta divisão.

Na mesma
Já quatro clubes vivem uma situação semelhante ao Bruscão, ainda patinando na Série D. Deste quarteto, o São José (RS) foi o clube que mais chegou perto de avançar, já que disputou o jogo do acesso nesta temporada, mas foi eliminado pelo Atlético-AC.

Embora tenha conquistado o Campeonato Gaúcho em 2017, o Novo Hamburgo não passou sequer de sua chave na Série D. O São Paulo e o XV de Piracicaba também morreram na primeira fase do Brasileirão, no mesmo grupo em que Operário (PR) e Brusque avançaram.

De mal a pior
Um grupo maior de clubes – seis no total – estão em situação bem pior que o Bruscão. Enquanto o Quadricolor do Vale vive a expectativa da ascensão nacional e vem conquistando bons resultados no Catarinense, seis times que já enfrentaram o clube na Série D vivem má fase.

O Cruzeiro (RS) não teve participação em competição nacional, embora tenha terminado na quinta posição geral do estado. Metropolitano, que foi eliminado na segunda fase da Série D, foi rebaixado no Catarinense.

Também sem calendário, o Cianorte (PR) foi bem no paranaense, conquistando a terceira posição. Única equipe carioca enfrentada pelo Bruscão, o Madureira não teve calendário na temporada, embora tenha feito algumas boas partidas no Carioca.

As duas piores situações vêm do Sul do Brasil. No Paraná, o JMalucelli, que não competiu nada neste ano, foi rebaixado para a segundona paranaense. Já o Pelotas sequer consegue sair da segunda divisão do Gaúchão, competição a qual disputa desde 2015 tentando retornar aos dias de glória.

Situação atual de todos os adversários do Brusque na Série D:

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio