Alunos da EEB Dom João Becker protestam contra reintegração de turmas

Estudantes são contra a Lei que define o número máximo de alunos por sala de aula catarinense

Alunos da EEB Dom João Becker protestam contra reintegração de turmas

Estudantes são contra a Lei que define o número máximo de alunos por sala de aula catarinense

Na manhã desta sexta-feira, 10 de maio, os alunos do Ensino Médio da Escola de Educação Básica Dom João Becker, no bairro Jardim Maluche, trocaram os cadernos e as canetas pelos cartazes e foram para a rua protestar. 

Os estudantes estão insatisfeitos com o cumprimento da Lei Complementar nº 170/98 e com o Decreto 2.359/2004 do Governo do Estado, que definem o número máximo de alunos por sala de aula catarinense.

“O governo quer colocar 45 alunos dentro de uma sala de aula para reduzir custos, mas não dá a estrutura necessária para isso. Ainda não aconteceu na nossa escola, mas com esse protesto estamos demonstrando a nossa opinião sobre o assunto”, diz o aluno Davi Carturani, um dos organizadores do protesto.

O jovem afirma que o protesto não é contra o número de alunos, mas contra a falta de estrutura nas escolas. “Não somos contra o número de alunos, concordamos, desde que se tenha espaço, o que não acontece nas escolas estaduais. Segundo a lei, cada aluno tem direito a 1,30 metros e o professor a 2,50 metros dentro da sala de aula, sem contar o espaço de transição. Mas essa metragem não é respeitada, o que queremos é espaço, e não estudar apertados”.

> Leia a reportagem completa na edição impressa do MDD desta segunda-feira, 13 de maio.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio