Alunos de Brusque e Guabiruba formam-se no EJA do Sesi

Formatura ocorreu na segunda-feira no teatro do Centro Empresarial, Social e Cultural de Brusque

Alunos de Brusque e Guabiruba formam-se no EJA do Sesi

Formatura ocorreu na segunda-feira no teatro do Centro Empresarial, Social e Cultural de Brusque

Na segunda-feira, 4, foi marcante para aproximadamente 58 alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Serviço Social da Indústria (Sesi). Em meio a autoridades e familiares, os estudantes de Brusque e Guabiruba receberam seus diplomas de conclusão do ensino fundamental e, também, do ensino médio. A cerimônia de formatura aconteceu no teatro do Centro Empresarial, Social e Cultural de Brusque (Cescb).

Roberto Zen, diretor regional do Sesi, acredita que proporcionar uma oportunidade para pessoas que, por vários motivos, não puderam dar continuidade aos estudos durante a infância e adolescência, faz parte da missão da instituição, que é promover a qualidade de vida do trabalhador da indústria e, também, de seus dependentes.

“A educação é fundamental para que isso aconteça. Nós estamos com esse grupo se formando e já temos novos alunos começando ano que vem, onde a novidade é a modalidade de EJA Profissionalizante. Ou seja, a pessoa vai frequentar um curso técnico também, de menor duração. Tudo isso, tentando viabilizar conhecimento para essas pessoas que, em algum momento na vida, tiveram que parar de estudar”, enfatiza Zen.

Desenvolver o conhecimento dos trabalhadores da indústria é uma forma de também fomentar o próprio setor. Esse é o pensamento do vice-presidente regional da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) no Vale do Itajaí Mirim, Ingo Fischer. Presente na formatura dos alunos do Sesi, ele acredita ser de extrema importância a continuidade e a ampliação do serviço educacional proporcionado pela instituição.

“Tenho uma satisfação de representar o presidente Glauco Côrte, que tem sempre como meta a frente da Fiesc a educação. E o EJA vem formar pessoas que não tiveram grandes oportunidades no passado. A indústria, cada vez mais, precisa de pessoas formadas, inteligentes, porque elas se inovam, as máquinas vão se inovando, e os nossos funcionários também têm de entrar na linha da modernização”, pontua.

Oradora da turma que se formou na noite desta segunda, a estudante Enedina Bernardi, de 52 anos de idade, ressalta que não imaginava que, além de se formar, também ia ser co-escritora de um livro de poesias, uma das atividades feitas em sala de aula na disciplina de Língua Portuguesa e Literatura. Ela voltou a estudar graças a uma amiga. Agora, o sentimento é de realização.

“O início foi difícil, pensei em desistir várias vezes, mas fui persistente e com a ajuda dos professores cheguei ao fim. Foi uma experiência muito válida. Só tenho a agradecer ao Sesi. A força, a experiência foi minha, mas sem a ajuda dos professores e dos amigos eu não teria conseguido”, avalia.

O Sesi/EJA
Os cursos de Ensino Fundamental e Médio na modalidade de Educação de Jovens e Adultos – EJA – ocorrem de forma presencial para o Ensino Fundamental – I Etapa (1ª a 5ª série/fase) e a distância, com momentos presenciais, para o Ensino Fundamental – II Etapa (6ª a 9ª série/fase) e Ensino Médio.

A idade mínima dos alunos para ingresso nos cursos do Ensino Fundamental é de 15 anos completos e no Ensino Médio é de 18 anos completos. O atendimento é realizado nas unidades próprias do Sesi ou em locais disponibilizados pelas empresas.

A metodologia de ensino própria, os materiais didáticos e paradidáticos e a infraestrutura disponibilizada contribuem para o enriquecimento do trabalho pedagógico.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio