Ampebr integra comitê do Programa de Qualificação para Exportação da Apex

Entidade de Brusque planeja voltar a dar enfoque à exportação

Ampebr integra comitê do Programa de Qualificação para Exportação da Apex

Entidade de Brusque planeja voltar a dar enfoque à exportação

Na última semana o diretor de Exportação da Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região (Ampebr), Marco Antonio Ebele, e o presidente do Conselho Deliberativo da entidade, Luiz Carlos Rosin, participaram do lançamento do núcleo operacional do Programa de Qualificação para Exportação (Peiex) na mesorregião do Vale do Itajaí.

A iniciativa tornou-se realidade a partir de um convênio firmado entre a Univali e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). A cerimônia de lançamento reuniu acadêmicos, professores, empresários e autoridades, na Univali, em Itajaí.

O Peiex prepara as empresas brasileiras para que possam iniciar o processo de exportação de seus produtos de forma planejada e segura. A Univali, por meio do Escritório de Relações Internacionais (ERI), vinculado ao Curso de Relações Internacionais, conduzirá as atividades na região e tem a meta de atender 146 empresas, de diversas cidades do Vale, inclusive Brusque, Guabiruba e Botuverá, num período de 24 meses, utilizando a metodologia de trabalho do programa.

A Ampebr foi convidada para compor o Comitê Consultivo do Programa e já participou da primeira reunião do grupo, no dia 24. “O Comitê Consultivo é formado por potenciais colaboradores no intuito de apoiar o programa e fomentar a cultura exportadora da região”, explica a professora Giselda da Silveira Cherem, responsável pelo ERI e coordenadora do projeto.

Para o diretor de Exportação da Ampebr, o projeto é promissor já que vai além do preparo das micro e pequenas empresas para adequá-las à exportação. “É um conjunto de ações que serão feitas a longo prazo, para que as empresas estejam realmente capacitadas e também para que se crie a chamada cultura de exportação, já que não adianta exportarmos só quando o mercado interno está ruim, mas sim precisamos ter uma produção equilibrada”, pontuou.

Para a Ampebr, a fomentação do Programa será uma excelente oportunidade para a retomada das exportações, já que a entidade há alguns anos realizou a comercialização de produtos de seus associados em mercados internacionais. “Queremos reativar esse trabalho que deixou de ser feito por conta da queda do dólar e a invasão dos produtos chineses”, acrescentou Ebele.

 

Visita à Pronegócio
Na tarde do dia 24 de agosto, o monitor do núcleo operacional do Peiex e professor da Univali, Paulo Jonas Grando, visitou a 42ª Pronegócio em Brusque e ressaltou a importância da Ampebr fazer parte do Comitê Consultivo. “Esse Comitê tem uma atribuição muito específica: ele sugere, discute, avalia e introduz ações que possam beneficiar as empresas regionais que buscam se internacionalizar”, analisou na oportunidade.

Sobre a Pronegócio, Grando ressaltou que o evento merece um estudo específico na área de gestão e comércio. “Olhando a organização da Pronegócio, os produtos, sua qualidade, é muito interessante. Penso que o maior potencial é esse espírito associativo, percebemos que aqui a cooperação predomina”, complementou.

Metodologia Peiex
O Peiex é dirigido a todas as empresas que tenham interesse em exportar o seu produto. Ele prepara as empresas para o comércio internacional, por meio de diagnóstico e acompanhamento na implantação de melhorias e oficinas de capacitação em exportação.

A adequação de processos com foco no aumento da competitividade das empresas é desenvolvida em áreas como estratégia organizacional, determinação do preço de exportação, finanças e custos, plano de negócios internacional, entre outros pontos. Entre 2009 e 2016 mais de 16 mil empresas foram atendidas pelo Peiex em todo o país.

O programa oferece aos participantes, de forma gratuita, consultoria de especialistas que fazem um diagnóstico da capacidade exportadora e apontam soluções para problemas técnico-gerenciais.

Após a elaboração do diagnóstico a empresa é orientada a implantar mudanças sugeridas pelos especialistas, que podem variar desde soluções gerenciais internas a ações externas relativas ao acesso a novos mercados e adequação de produto.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio