Conteúdo exclusivo para assinantes
Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Analistas políticos são alertados a não subestimar Jair Bolsonaro

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Analistas políticos são alertados a não subestimar Jair Bolsonaro

Raul Sartori

Em alta
Os analistas políticos, inclusive os de SC, têm sido alertados para não subestimar Jair Bolsonaro. Há razões para isso. A busca por uma reeleição mais fácil para a Câmara dos Deputados levou 59 deputados a aproveitarem a janela partidária, encerrada às 22 horas de sexta-feira, para trocarem de partido. O PSL, sigla escolhida pelo pré-candidato e ex-capitão do Exército Jair Bolsonaro, antes nanica, com apenas um deputado eleito no último pleito, ganhou nove.

Lista da Folha
A “Folha de S. Paulo” de ontem lista todos os pré-candidatos a governador e senador do país para as eleições de outubro. De SC relaciona, para o governo do estado,= o senador Paulo Bauer (PSDB), os deputados federais Jorginho Mello (PR), Décio Lima (PT), João Paulo Kleinubing (DEM) e Esperidião Amin (PP), além do professor universitário Rogério Portanova (Rede). Estranhamente, ignora o governador Pinho Moreira (MDB). Para o Senado só nomina Raimundo Colombo (PSD).

Bauer e Napoleão
Foi muito concorrida a festa de aniversário da deputada federal Geovânia de Sá, em Criciúma, sábado. Cerca de 700 pessoas de todo o Sul do estado compareceram. O pré-candidato ao governo Paulo Bauer chegou junto com Napoleão Bernardes, ex-prefeito de Blumenau, que pretende suceder o senador na Câmara Alta. Ficou claro que já trabalham em conjunto visando o pleito de outubro.

Luto na literatura
No furdunço todo em torno da prisão de Lula, passou praticamente despercebida pela mídia a morte, sexta-feira, de um infarto, em São Paulo, da escritora, dramaturga, tradutora, biógrafa, antologista, pesquisadora, galerista e atriz florianopolitana Edla van Steen, que tinha 82 anos. Era viúva do crítico teatral Sábado Magaldi, falecido em 2016.

“Golpe” baixo
O Ministério Público Federal recebeu uma representação de SC para que que apure possíveis irregularidades na realização, na UFSC, do Ciclo de Debates “O golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil”, que teve aula inaugural no último dia 30 com o cientista político e professor Luís Felipe Miguel, o idealizador e titular do curso “O golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil”, na Universidade de Brasília. O ciclo vai até maio, com nove encontros. Certamente é o otário do contribuinte que está bancando tanto proselitismo político.

Chuteira e sapatilha
A abertura do Campeonato Brasileiro de Futebol da Série A, no próximo domingo, terá, no jogo entre Corinthians e Fluminense, no Itaquerão, um show à parte minutos antes: oito bailarinas e quatro bailarinos da Escola do Balé Bolshoi no Brasil, sediada em Joinville, farão uma performance.

Cadastro dos corruptos
O site da Câmara dos Deputados informa que lá se analisa projeto de lei do deputado Heuler Cruvinel (PSD-GO), que cria o Cadastro Nacional de Pessoas Condenadas por Crime de Corrupção. Conterá as características físicas e dados de identificação datiloscópica dos condenados, além de DNA, fotos, local de moradia e atividade laboral desenvolvida nos últimos cinco anos. Muito interessante.

Menor no volante
Está em análise terminativa na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado, de onde segue para o plenário, projeto do senador Dário Berger (MDB-SC) propondo que os exames necessários à habilitação para dirigir podem ser feitos antes de o candidato completar 18 anos. Entre eles, os testes de aptidão física e mental e as provas sobre legislação de trânsito e noções de primeiros socorros.

Tragédia
A unidade do frigorífico da BRF em Capinzal, perto de Joaçaba, está com mais de 3 mil trabalhadores parados diretamente e outras 7 mil, no mínimo, indiretamente. O município tem 20 mil habitantes.

O sensual
O modelo itajaiense Marlon Teixeira, 26 anos, é um dos homens mais sensuais da indústria da moda, conforme o portal Models.com. Com campanhas para as grifes Balmain e Armani no seu currículo, não esnoba o título, dizendo que não se sente sexy e sim “meio largado”. Sexy, para ele, é a supermodelo americana Stephanie Seymour.

Imagem da PM
Pesquisadoras da Udesc ouviram mais de 1,4 mil moradores da Grande Florianópolis para saber como eles veem a Polícia Militar de SC. Para mais de 60%, é neutra (nem positiva, nem negativa). Mas, mais de 80% reconhecem a marca da corporação (o escudo com estrela).

Governador recua
Na posse como governador efetivo, nesta sexta-feira, Pinho Moreira anunciou algo que não é de seu feitio, mudando o que já estava decidido: a Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte não será mais extinta. Seria algo inadmissível diante da escolha do catarinense Vinicius Lumertz para ministro do Turismo.

Marca
Raimundo Colombo queria deixar como marca de sua administração para Florianópolis a conclusão da interminável e mais que cara – enriqueceu alguns corruptos conhecidos – restauração e entrega ao tráfego da ponte Hercílio Luz. Não conseguiu. Se tudo der certo, isto se dará em dezembro.

Assediado
Até a última hora, o deputado federal Rogério Peninha Mendonça foi assediado para se filiar ao PSL, de Jair Bolsonaro. Decidiu ficar no MDB. E se o partido lançar candidato à Presidência, seu candidato será Bolsonaro.

Oficina
O vereador criciumense Daniel Costa de Freitas, do PP, que deve ser candidato a deputado federal pelo PSL, é bisneto e não neto, como informado, do falecido líder político e empresarial Diomício Freitas.

Negócios promissores
Estudo conduzido pelo Sebrae-SC aponta quais são os negócios mais promissores para 2018: alimentos e bebidas, vestuário e calçados, casa e construção, saúde, educação, serviços pessoais e especializados. A entidade considerou a expansão do número de micro e pequenas empresas para determinar os segmentos com maior chance de sucesso.

Segundo professor
Continua suspensa, porque o Executivo arguiu sua inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal, lei estadual promulgada pelo Legislativo em 2017, de autoria da deputada Luciane Carminatti (PT), que estabelece a presença de um segundo professor nas salas de aula com alunos com deficiência. Só quem vive a situação pode avaliar a extrema importância da lei.

Tabuleiro
Reclamou-se aqui do quase banimento do xadrez nas escolas públicas. A Universidade do Estado (Udesc) em Joinville informa que começou quinta-feira cursos para iniciantes, básico e para jogadores de nível intermediário, à noite, em diferentes dias da semana, gratuitos e abertos à comunidade.

País do atraso
Não dá para acreditar, mas é verdade. Na aduana de Dionísio Cerqueira, no extremo-oeste de SC, qualquer caminhoneiro que precisa passar por ela com mercadorias tem que esperar 28 dias para liberação. As de São Borja, no Rio Grande do Sul, e Foz do Iguaçu, no Paraná, fazem todo o processo em menos de quatro dias, o que ainda assim é um absurdo. No mundo desenvolvido, sem burocracia e corrupção, se resolve em horas ou até minutos.

Mudança de sexo
Trata-se de uma das primeiras decisões do gênero no estado: o MP-SC, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Fraiburgo, deu parecer favorável a pedido de alteração de nome e gênero no registro civil mesmo sem que a pessoa tenha passado por cirurgia de transgenitalização (mudança de sexo). Seguiu-se jurisprudência gerada em março deste ano pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Titulo social
Jackson Jacques, homem transexual, foi o primeiro eleitor a registrar, na sexta-feira, o nome social no título em Florianópolis. Além do título de eleitor, terá seu nome social no Cadastro Nacional, na folha de votação no dia da eleição e no terminal do mesário na seção eleitoral. Travestis e transexuais têm até o dia 9 de maio para realizar a mudança de identidade de gênero no cadastro eleitoral e a inclusão do nome social no título de eleitor, onde não irá mais constar o nome de registro.

Cidadão honorário
SC ganhou mais um cidadão honorário na semana passada, quando o Parlamento estadual concedeu a honraria ao economista e professor português José Baltazar Salgueirinho Osório de Andrade Guerra. Docente visitante da Udesc, mora em definitivo em SC desde 2000. O reconhecimento se deve a trabalhos na geração de energia renováveis, preservação da água e desenvolvimento sustentável.

Aflição
Uma aflição só, quando não desespero, toma conta dos pacientes que tem fibrose cística, uma doença genética grave, progressiva e sem cura, que tem tratamento caro, bancado pelo governo. O problema: desde janeiro há falta de medicamento básico para eles em SC. Outra péssima notícia: por falta de pagamento do governo estadual, alguns exames estão suspensos no laboratório que atende dentro do Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio