Animais do Zoobotânico recebem cuidados especiais no inverno

Equipe utiliza aquecedores e altera alimentação de alguns bichos como forma de prevenção

Animais do Zoobotânico recebem cuidados especiais no inverno

Equipe utiliza aquecedores e altera alimentação de alguns bichos como forma de prevenção

Com a chegada do frio, os animais do Parque Zoobotânico de Brusque recebem cuidados especiais. Basicamente as precauções mais necessárias são voltadas aos ambientes e à alimentação.

Devido ao frio, umidade e ao vento, a equipe responsável pelo Bem-Estar dos Animais do parque, os veterinários Mário Mafra e Milene Zapala, e a bióloga Carla Molleri, começaram a disponibilizar desde maio aquecedores e cortinas de prevenção ao bichos.

Os recintos dos mamíferos recebem aquecedores, cobertores e feno. Já as áreas das aves ganham cortinas e lonas para evitar correntes de vento, e os répteis (serpentes, iguanas, teiú e jabutis) são protegidos por placas de aquecimento, além de lâmpadas próprias para aquecimento com proteção para não haver acidentes como queimaduras.

Carla, que também é coordenadora de Educação Ambiental, explica que cada espécie tem uma temperatura média corporal diferente e que não reagem ao frio da mesma maneira. Ela afirma que é difícil mensurar qual sofre mais ou menos. No entanto, os répteis são animais ectotérmicos e, dessa forma, dependem muito da temperatura ambiental para manter a sua temperatura corporal.

As espécies que são naturais de regiões mais quentes – Amazônica, por exemplo -, como alguns macacos e aves, também tendem a sofrer mais com o frio do Sul.

Além disso, é até mesmo possível que um animal morra se não tiver todos os cuidados necessários neste período. Porém, no Zoobotânico, até hoje, nunca morreu nenhum bicho por este motivo, entretanto, alguns já desenvolveram problemas respiratórios nessa época do ano.

A bióloga diz ainda que a alimentação também necessita de atenção no inverno, pois os animais consomem mais energia para manter a sua temperatura corporal. Sendo assim, a equipe disponibiliza, além da dieta normal, alimentos como pinhão, milho e coco por serem mais calóricos e contribuírem nesse processo.

Atualmente o Zoobotânico conta com aproximadamente 170 animais de 53 espécies.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio