Apartamentos retomados pela Caixa no Cedrinho são redistribuídos pela Prefeitura de Brusque

Secretaria de Assistência Social selecionou 15 novas famílias; outras seis aguardam liberação

Apartamentos retomados pela Caixa no Cedrinho são redistribuídos pela Prefeitura de Brusque

Secretaria de Assistência Social selecionou 15 novas famílias; outras seis aguardam liberação

Após mais de um ano desde a reintegração de posse por parte da Prefeitura de Brusque de 21 imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida, localizados no bairro Cedrinho, novas famílias foram selecionadas para morarem nas unidades. A seleção foi feita com base em um cadastro no plano habitacional que data de 2010 a 2012, contando com 7,5 mil famílias. De acordo com o secretário de Assistência Social, Deivis da Silva, 15 estão com o processo encaminhado, enquanto outras seis passam por verificação da documentação.

Leia também:
Criminoso usa fotos de jovens para oferecer serviços de prostituição
Quase 70 casais de Brusque aguardam crianças aptas à adoção

A seleção foi feita entre abril e maio, através de editais municipais requeridos pela Caixa Econômica Federal (CEF). Das 7,5 mil famílias, foram chamadas 500. Em uma fase posterior, sobraram 38, das quais foram escolhidas 21. Todo o processo de seleção é feito pela prefeitura, junto à Secretaria de Assistência Social, Habitação e Emprego, enquanto a averiguação de dados, crédito e outros procedimentos burocráticos são responsabilidade da CEF.

A Caixa é responsável pela manutenção dos imóveis durante o período em que eles estiveram desocupados. A Secretaria de Assistência Social fez vistorias para a elaboração dos contratos. Algumas unidades necessitam de pintura ou consertos menores. A manutenção após a ocupação dos imóveis é responsabilidade da família moradora. Dos 21 apartamentos, apenas um esteve em situação mais crítica após a reintegração de posse.

Leia também:
Empresa de São Paulo que se instalaria em Brusque vai para Itajaí
Quase três anos depois, lei que normatiza fiação de postes será regulamentada

O secretário da pasta explica que das 500 famílias, muitas não deram continuidade por diversos motivos, seja desinteresse, moradia atual em outro município ou outras soluções, como financiamentos alternativos. Isto ocorreu porque o cadastro original já possuía pelo menos seis anos. No entanto, um recadastramento está sendo realizado de 2 a 27 de julho na secretaria. Os dados servirão para novos planos habitacionais.

“Queremos entregar as chaves aos novos moradores na semana do aniversário de Brusque, ali pelo dia 30. Como 15 famílias já estão com o processo bem encaminhado, talvez façamos esta cerimônia apenas com as restantes. Todos os imóveis são do programa Minha Casa, Minha Vida, localizados no Cedrinho. Para outros planos, devem ser liberados algum do Sesquicentenário”, explica Silva.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio