Apenas três dos cinco médicos selecionados no programa “Mais Médicos” se apresentaram

Profissionais já atuavam em Unidades Básicas de Saúde de Brusque; Secretaria de Saúde aguarda indicação de novos médicos para as duas vagas restantes

Apenas três dos cinco médicos selecionados no programa “Mais Médicos” se apresentaram

Profissionais já atuavam em Unidades Básicas de Saúde de Brusque; Secretaria de Saúde aguarda indicação de novos médicos para as duas vagas restantes

Na sexta-feira, 20, foi o prazo final para que os profissionais que foram selecionados para participar da nova etapa do programa Mais Médicos se apresentassem nos municípios em que foram inscritos.
Nesta nova etapa do programa, Brusque solicitou mais cinco médicos, no entanto, apenas três se apresentaram na Secretaria de Saúde dentro do prazo. Agora, o município deve esperar a indicação de novos profissionais pelo Ministério da Saúde.

“A partir do não comparecimento dos dois médicos, a Secretaria de Saúde irá comunicar ao Ministério da Saúde, e eles fazem a substituição. Agora, os prazos dependem deles”, diz a secretária de Saúde, Ana Ludvig.

Os cinco médicos que foram selecionados para atuar no município já faziam parte do quadro da Secretaria de Saúde através do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab), e poderão continuar atuando na saúde do município, migrando para o Mais Médicos. “Todos são brasileiros e já integravam o programa na cidade, apenas estão renovando sua permanência aqui por meio do Mais Médicos”, afirma.

Os três médicos que se apresentaram somam-se aos 11 que já estão na cidade por meio do programa. Segundo a Secretaria de Saúde, nesta nova etapa os médicos atuarão nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros São Luiz, Guarani, Planalto, Cedrinho e Dom Joaquim.
Nova etapa

Nesta etapa do programa, 12.580 profissionais fizeram a inscrição. Desse total, 3.936 foram selecionados. Diferentemente das outras edições, nas quais cerca de 80% dos participantes haviam se formado no exterior e não tinham o diploma validado, desta vez mais de 90% das vagas foram preenchidas por médicos formados no Brasil. O ministro da Saúde, Arthur Chioro, alega que entre os motivos para a mudança de quadro estão a possibilidade de o médico receber um bônus de 10% em provas para residência e também o aumento da credibilidade do programa.

Para a segunda chamada, que ocorrerá hoje e amanhã, estarão disponíveis as 210 vagas que não foram preenchidas e, eventualmente, as surgidas pela não confirmação dos profissionais. A terceira chamada está prevista para os dias 17 e 18 de março. Caso ainda haja vagas, ocorrerá, em 10 de abril, chamada para brasileiros formados fora do país e, em 5 de maio, para médicos estrangeiros. Trimestralmente, o Ministério da Saúde lançará edital para a oferta de vagas que, eventualmente, forem abertas.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio