Após impasses, obra do IFC de Brusque segue dentro do planejado

Segundo os engenheiros, esta etapa da construção está 8% completa

Após impasses, obra do IFC de Brusque segue dentro do planejado

Segundo os engenheiros, esta etapa da construção está 8% completa

Após um período de incertezas no qual a obra ficou parada, a construção do Instituto Federal Catarinense (IFC) de Brusque segue dentro do cronograma inicial. Na última semana, uma equipe de engenheiros fiscalizadores da reitoria de Blumenau esteve na cidade para vistoriar as instalações, que estão previstas para serem finalizadas em outubro do ano que vem.

De acordo com o coordenador de fiscalização do IFC de Blumenau – que cobre a região de Brusque -, Carlos Lazzarin, a segunda fase da obra está 8% completa, o percentual não inclui aquilo que já havia sido feito na primeira etapa – antes da paralisação. É por este motivo que, apesar dos menos de 10% de execução, quem passa pelo Jardim Maluche vê boa parte dos prédios já erguidos.

“Já foi feita toda a fundação, a lage do primeiro pavimento será concretada em duas semanas e no ginásio de esportes as estruturas já estão sendo montadas. Nos laboratórios, as estruturas também foram montadas e o prédio está sendo rebocado”, explica o engenheiro.

A fundação, que havia sido o motivo de discórdia entre a CRC Engenharia – empresa executora – e causou o rompimento do contrato e o consequente aditivo, já foi vencida, conforme o engenheiro. Esta era uma das fases mais complicadas, pois o solo exige uma técnica diferente para a construção.

Lazzarin diz que a parte pedagógica foi priorizada, ou seja, os imóveis onde serão ministradas as aulas estão sendo feito primeiro. Os próximos passos da obra serão a concretagem dos dois pavimentos de lage e a cobertura dos prédios, conforme o coordenador de fiscalização. “Está tudo dentro do cronograma e não há previsão de que isso mude”, afirma.

A estrutura do IFC de Brusque terá 12 salas de aula, localizadas no prédio principal, seis laboratórios básicos, auditório, biblioteca, refeitório, área de convivência, quadra poliesportiva coberta e dois laboratórios especiais, que também ficarão na construção que fica na lateral do terreno.
Orçamento garantido

Quando a retomada da obra foi anunciada, em abril, conforme noticiou o Município Dia a Dia, a diretoria do campus de Brusque informou que o governo federal havia liberado R$ 3 milhões para dar o pontapé inicial na segunda etapa da construção. A promessa era de que o restante dos cerca de R$ 7 milhões necessários para completar o serviço viria mais adiante.

No momento, a situação não mudou muito de figura. O diretor-geral do IFC de Brusque, Razieri Berti Kluwe, afirma que já estão assegurados um pouco mais do que o previsto: mais de R$ 5 milhões, ou seja, praticamente metade do total. O recurso é pago mensalmente de acordo com o andamento da obra e não de uma só vez. Kluwe afirma que está garantida a entrada de dinheiro até fevereiro do ano que vem.

“O restante do dinheiro já foi incluído no orçamento de 2016”, diz o diretor-geral da instituição de ensino. Segundo ele, no próximo ano o custo será alto porque os prédios terão de ser mobiliados. Este dinheiro também está previsto no orçamento, que já foi entregue. A conclusão da construção do campus está prevista para outubro de 2016, no entanto, por causa do clima, Kluwe acredita que tudo ficará pronto somente em dezembro.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio