Aprovado em segunda votação projeto que veta o nepotismo cruzado

Dois vereadores que foram a favor do projeto na semana passada mudaram o voto nesta sessão

Aprovado em segunda votação projeto que veta o nepotismo cruzado

Dois vereadores que foram a favor do projeto na semana passada mudaram o voto nesta sessão

O projeto de lei que proíbe o nepotismo cruzado entre a Câmara e a Prefeitura de Brusque foi aprovado em segunda votação na noite desta terça-feira, 17

Se na semana passada o projeto foi aprovado por 11 votos a favor, um contra e uma abstenção, desta vez, mesmo depois de toda a pressão popular e empresarial, a matéria recebeu 10 votos a favor e outros três contra.

Os vereadores Rogério dos Santos (PSD) e Nilson Pereira (PSB) se juntaram a Ivan Martins (PSD) no voto contrário ao projeto. Pereira é suplente e entrou no lugar do vereador Nino Gamba, que está de licença médica e não votou na sessão anterior.

O vereador Joaquim Costa, o Manico (PMDB), assim como na primeira votação, se absteve de votar o projeto contra o nepotismo.

Marcos Deichmann (PEN) foi o único a se manifestar sobre o projeto. Para ele, a proibição do nepotismo cruzado está dentro de um novo conceito de política. “Temos que começar por aqui. Não adianta querermos mudar lá em cima, sem mudar aqui. É um grande passo para a nossa cidade, que poderá se tornar exemplo para outros municípios”.

O projeto foi aprovado em segunda votação sob aplausos da plateia, principalmente dos integrantes do movimento Brusque Contra a Corrupção, que estiveram presentes na sessão. Agora, o texto segue para a sanção do prefeito Jonas Paegle.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio