“A apuração dos fatos está bem adiantada”, diz delegado, sobre homicídio em Guabiruba

Segundo ele, já há indícios de quem é o autor do assassinato de Jaison de Freitas

“A apuração dos fatos está bem adiantada”, diz delegado, sobre homicídio em Guabiruba

Segundo ele, já há indícios de quem é o autor do assassinato de Jaison de Freitas

O delegado da Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Brusque, Alex Bonfim Reis, informou nesta quarta-feira, 14, que a investigação sobre o homicídio de Jaison de Freitas, ocorrido em Guabiruba no último fim de semana, está “bem adiantada”.

Na ocasião, o pai de Jaison, Amor Antônio de Freitas, 59 anos, conta que ouviu uma batida na porta e foi verificar quem era, acompanhado do filho. Ao abri-la, ambos foram recebidos com disparos de armas de dois homens, que fugiram a pé na sequência.

“A apuração dos fatos está bem adiantada, há indicativos bastante robustos sobre a autoria, e em breve poderemos apresentar a versão completa dos fatos de todo o ocorrido. Em um espaço curto de tempo vamos poder dar as devidas respostas e explicações”, relata o delegado.

Ele afirma que não pode revelar mais detalhes sobre o caso para não atrapalhar as investigações.

A morte Freitas pode ter sido causada por uma discussão, possibilidade que é levantada pelo relato de uma das testemunhas do caso à Polícia Civil.

De acordo com o depoimento, Freitas havia trabalhado como segurança em uma festa no bairro Lorena horas antes de ser atingido com cinco tiros.

Segundo o relato, ele chegou em casa nervoso por causa de uma briga e apresentava ferimentos nos lábios e testa. O motivo da confusão teria sido fofoca.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio