Este ano, o 38º de existência da premiação mais sacana de Hollywood, várias reputações foram colocadas à prova. Para quem gosta de maldade, a escolha do pior filme foi quase decepcionante. Quem levou o título foi o óbvio e indefensável Emoji, o Filme, poupando os demais indicados: Baywatch: S.O.S. Malibu, A Múmia, Cinquenta Tons Mais Escuros e Transformers: O Último Cavaleiro.

As Framboesas destinadas aos atores foram mais divertidas. Tom Cruise levou a sua por A Múmia e Mel Gibson (coadjuvante) por Pai em Dose Dupla 2. Já a Framboesa de pior atriz… ficou com o ator Tyler Perry, por Boo 2! A Madea Halloween, filme do qual eu nem ouvi falar, ainda bem. Cinquenta Tons mais Escuros tinha que levar alguma coisa… e levou. Kim Basinger foi considerada a pior atriz coadjuvante.

Os prêmios de combos (e suas descrições) são os mais engraçados. Quem levou foi Emoji, por “qualquer dois emojis submissos“. Mas quase deu vontade de torcer por pelo terceiro filme 50 Shades: “qualquer combinação de dois personagens, dois sex-toys ou duas posições sexuais“.

Mas nada se compara ao In Memoriam divulgado pelos Razzies. Em lugar dos atores, diretores ou produtores mortos, a premiação editou um vídeo reunindo boa parte dos que perderam suas reputações e carreiras em 2017, o ano em que o assédio veio à tona. Com destaque para Harvey Weinstein, evidentemente. Mas sobrou para todos os acusados.

Este ano, o 38º de existência da premiação mais sacana de Hollywood, várias reputações foram colocadas à prova. Para quem gosta de maldade, a escolha do pior filme foi quase
Conteúdo exclusivo para assinantes

Para ler todas as notícias, assine agora!

Oferta especial para você ficar
bem informado SEM LIMITES

Menos de

R$ 0,35
ao dia
R$ 9,90 ao mês