Arma é apreendida no bairro Batêas, em Brusque

Denúncias anônimas afirmam que o proprietário atirava a esmo na região

Arma é apreendida no bairro Batêas, em Brusque

Denúncias anônimas afirmam que o proprietário atirava a esmo na região

A arma apreendida vai passar por perícia para comprovar a adulteração – Crédito: Aline Camargo
A Polícia Civil de Brusque, através da DIC, cumpriu mais um mandado de bhusca e apreensão de posse ilegal de arma. 
Na tarde desta quinta-feira, 26 de julho, foi apreendida uma espingarda, que de acordo com o delegado Alex Bonfim Reis estava aparentemente adulterada (cano serrado), uma caixa com espoletas, um frasco com pólvora e dois frascos com chumbo para munição. 
Segundo o delegado, no momento da apreensão o prorietário da arma, que não teve o nome divulgado, não estava em casa. Ele declarou que denúncias anônimas informaram a polícia que o homem efetuava disparos a esmo em alguma situações, principalmente alcoolizado.
O proprietário da arma foi intimado e deve responder a Inquérito Policial por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, caso o Instituto Geral de Perícias confirme a adulteração. O crime tem pena de de reclusão de três a seis anos e multa, de acordo com o artigo 16 da Lei 10.826/2003. 
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio