Arsenal é apreendido por fiscais ambientais em Guabiruba

Operação resultou na prisão de um homem e diversos armamentos de caça

Arsenal é apreendido por fiscais ambientais em Guabiruba

Operação resultou na prisão de um homem e diversos armamentos de caça

Diversos armamentos foram apreendidos em uma operação de fiscalização ambiental domingo, 8 de setembro. A ação aconteceu em uma residência em Lageado Alto, em Guabiruba, próximo ao Parque Nacional da Serra do Itajaí e envolveu analistas Ambientais do ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) e policiais do 10º Batalhão da Polícia Militar de Blumenau.

Segundo relatos dos servidores do Parque, desde a criação em 2004, nenhuma equipe de fiscalização havia apreendido tanto armamento de uma única vez. Foram encontradas sete espingardas, um rifle, uma carabina, três revólveres, uma garrucha e 3.555 cartuchos intactos e deflagrados de 13 calibres diferentes, inclusive alguns de uso restrito. Completava o arsenal, centenas de espoletas e buchas, 7 kg de chumbo e quase 2 kg de pólvora.

Além do armamento, foram apreendidas sete aves silvestres, 88 vidros de palmito Juçara, 15 gaiolas, duas arapucas, um apito para caça de aves e três cintos de couro tipo cartucheira.
Um advogado de 63 anos foi preso em flagrante e conduzido à Delegacia de Polícia Federal de Itajaí. Ele permaneceu na carceragem à disposição do Juiz Federal de plantão. O advogado ainda recebeu multa no valor de R$ 23,2 mil.

A propriedade rural onde ocorreu o flagrante fica a menos de 500 metros do Parque, numa área denominada pela legislação como “zona de amortecimento” da Unidade de Conservação Federal, que possui quase 60 mil hectares de Mata Atlântica.

 
> Leia reportagem completa na edição impressa do Jornal Município Dia a Dia de terça-feira, 10 de setembro

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio