Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodrigo Santos

Jornalista esportivo - rodrigosantos@omunicipio.com.br

As mudanças

Rodrigo Santos

Jornalista esportivo - rodrigosantos@omunicipio.com.br

As mudanças

Rodrigo Santos

As últimas horas do Bruscão podem ser divididas entre a situação do time sob o comando de Picoli e a escolha de Pingo para tocar o time após a demissão consumada na manhã de ontem. É fato que o time do Brusque mostrou muitas dificuldades em três jogos do Estadual. Nessa semana e meia, o time não encontrou padrão de jogo do meio pra frente, fez partidas fracas contra Joinville e Hercílio e perdeu para os reservas do Figueirense em uma falha patética de marcação, quando quatro jogadores cercaram o lateral Raul e deixaram Romarinho sozinho.

A demissão de Picoli foi fruto de pressão da torcida, na pilha do que aconteceu ano passado, quando Mauro Ovelha foi demitido na terceira rodada, Pingo assumiu e o time disparou no Estadual. O mesmo Pingo que deixou o clube classificado para a segunda fase da Série D, com boas chances de acesso, e abandonou o barco atrás do sonho de treinar o Joinville, onde foi demitido não muito tempo depois sob vários avisos que o
JEC vivia problemas estruturais que não o dariam boas condições de trabalho.

Não traria Pingo neste momento, mas nunca torcerei pelo seu fracasso. Se ele assumiu mais uma vez o comando do Brusque, que tenha boa sorte e consiga o sucesso. Agora, a diretoria tem participação em outro problema sério, em que procura encobrir a falta de qualidade do time do meio pra frente (bom lembrar que o clube tem Leílson sob contrato e decidiu cedê-lo ao CRB). É fato: o clube precisa ir ao mercado encontrar peças de qualidade que consigam encaixar com precisão no time. A diretoria não teve o mesmo sucesso do ano passado na montagem o elenco e agora precisa de uma correção.


 

Café
A Havan convocou um café da manhã com a imprensa para a manhã de hoje, sem especificar o assunto. Com a derrota para o Figueirense, o tema não poderia ser outro se não a situação do time. Agora, com todas as mudanças, virou apresentação do novo treinador. Vamos ver qual a outra novidade.

Público
Decepcionou o público no primeiro jogo do Brusque em casa pelo Campeonato Catarinense. Pouco mais de 1,3 mil torcedores estiveram presentes para ver o empate com o Hercílio Luz. Ao fim do jogo, muitas vaias.

Concórdia
O próximo adversário do Brusque venceu a primeira partida no campeonato contra o Tubarão, empolgando o técnico Mauro Ovelha, que diz agora que o time vai brigar “na parte de cima” da tabela.

Mudou
Depois do domingo, o Bruscão enfrentará o Criciúma em casa na próxima quarta, e nos dois próximos sábados, fora de casa, contra Tubarão, as 20h, e Chapecoense, no sábado de Carnaval, às 17h. Lembrando que no dia 7 tem o confronto contra o Ceará, pela Copa do Brasil.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio