Assaltantes fogem para Brusque, mas um deles é morto em confronto com a PM em cidade vizinha

Ele tinha passagens por ameaça e tráfico de drogas, além de ser foragido do Presídio de Blumenau

Assaltantes fogem para Brusque, mas um deles é morto em confronto com a PM em cidade vizinha

Ele tinha passagens por ameaça e tráfico de drogas, além de ser foragido do Presídio de Blumenau

Um homem foi morto em confronto com a Polícia Militar, em Camboriú, após assaltar um taxista em Balneário Camboriú, neste domingo, 13, por volta de 2h. Ele era foragido do Presídio de Blumenau e já havia sido condenado por homicídio.

Segundo a PM de Balneário Camboriú, um taxista teve o carro roubado no domingo e os dois assaltantes fugiram para Brusque. Na volta para Camboriú, os dois – e o taxista refém junto – foram perseguidos pela polícia.

Um carro da PM de Itajaí passou a acompanhar o táxi, um Classic, que estava com pneu furado e transitando pela rodovia Antônio Heil em atitude suspeita. Ao continuar o acompanhamento, o veículo entrou no acesso ao bairro Rio do Meio e seguiu sentido a Camboriú, ainda desobedecendo todas as ordens de parada.

Outra viatura deslocou-se por Camboriú e tomou o sentido oposto. Segundo a PM, o táxi parou às margens da via. Os dois homens saíram correndo do carro e adentraram o mato.

O taxista, de 32 anos, que era mantido refém, foi resgatado. A vítima disse que os bandidos o ameaçaram com uma arma de fogo e levaram alguns objetos de valor. Além disso, planejavam ir até seu apartamento roubar mais bens pessoais.

Depois, os policiais entraram no mato e seguiram o rastro. De acordo com a PM de Itajaí, os policiais deram de cara com um dos assaltantes, de 37 anos, deslocando-se de dentro de uma vala portando uma arma de fogo na mão. Foi dada a ordem para que ele largasse a arma, mas, conforme a polícia, não foi acatada.

Diante da ameaça, os PMs revidaram a iminente agressão e o homem foi alvejado. Foi acionado o socorro médico que constatou que o assaltante ainda estava vivo. Ele foi socorrido e encaminhado para a ambulância do Samu. Mas logo ao chegar no veículo, em nova checagem, foi constatado que ele estava morto.

A Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias (IGP) foram chamados. O Instituto Médico Legal (IML) também compareceu ao local e realizou os procedimentos.

Na delegacia, foi confirmado que o criminoso morto era foragido e havia mando pelo crime de homicídio contra ele. Ele ainda tinha passagens por ameaça e posse de drogas.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio