Assinatura de convênio marca nova parceria entre Unifebe e Receita Federal

Criação do Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF) beneficiará acadêmicos e comunidade na prestação de serviços

Assinatura de convênio marca nova parceria entre Unifebe e Receita Federal

Criação do Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF) beneficiará acadêmicos e comunidade na prestação de serviços

A Unifebe assinou na tarde desta quarta-feira, 16, um acordo de cooperação com a Receita Federal para implantação de um Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF). O projeto tem como objetivo ajudar a população de baixa renda na prestação de serviços, com atendimento gratuito. Ainda, possibilitar aos acadêmicos o contato com a prática profissional desde a formação.

A chefe da agência da Receita Federal de Brusque, Rosemari Glatz, explica que o núcleo funcionará nas instalações da Unifebe, na sala 1 do Bloco E, com atendimento ao público nas quintas-feiras, das 9h às 11h30 e das 14h às 17h30.

“É uma porta bem importante que se abre, pois são poucas as instituições que têm a oportunidade de levar o acadêmico a conhecer como é a Receita Federal por dentro, como funciona e a dinâmica de trabalho. É um profissional que sairá à frente”.

Rosemari destaca que a intenção do núcleo não é competir com os escritórios de contabilidade, mas sim treinar os acadêmicos que se tornarão profissionais na área. “Serão eles que atuarão no mercado e de uma forma ainda mais profissional”.

O reitor Günther Lother Pertschy diz que a Unifebe contará com mais um diferencial em relação a formação dos acadêmicos. “Ser o primeiro entre os 47 municípios a formar uma parceria com a Receita Federal, é um grande diferencial”, avalia.

Para Pertschy, a Receita Federal do Brasil não é simplesmente arrecadatório, pois exerce um papel de esclarecimento e cidadania.

O delegado da Receita Federal de Blumenau, Daniel Carlos, explica que o acordo de cooperação é também uma maneira de aproximar a instituição dos estudantes para a prática fiscal.

“Temos um espaço grande para a educação fiscal, para formação de profissionais que auxiliarão novos profissionais no combate à sonegação, que está ligada justamente à corrupção, tão em pauta nos dias de hoje na sociedade brasileira”, diz.

Carlos informa que a delegacia da instituição em Blumenau abrange 47 municípios que vai desde Major Gercino até o Alto Vale, na região de Rio do Sul. E, no ano passado, a arrecadação desses municípios foi em torno de R$ 6,3 bilhões.

“É uma arrecadação expressiva, mas nossa delegacia é de porte médio”. Em termos de lançamento de ofícios, que são os tributos sonegados, os valores do ano passado fechou em R$ 950 milhões na região.

Serviços prestados
O NAF prestará serviços, especialmente à população economicamente carente, como: inscrição e informações cadastrais do CPF e CNPJ, agendamento online de atendimentos na Receita Federal; acompanhamento fiscal e contábil para pessoas físicas, entidades do terceiro setor e microempreendedores individuais (MEI).

Além disso, no núcleo poderão ser emitidas guias, quotas do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), Guia da Previdência Social (GPS), Documento de Arrecadação Simplificada (DAS), MEI e Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF) – restituição, extrato, agendamento malha.

O cidadão ainda poderá solicitar no NAF procuração Receita Federal (RFB), entre outros serviços, a critério do Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio