Associação Instituto Bom Samaritano é fundada em Brusque

Objetivo da entidade é apoiar e promover ações que ajudem a comunidade

Associação Instituto Bom Samaritano é fundada em Brusque

Objetivo da entidade é apoiar e promover ações que ajudem a comunidade

Aconteceu na manhã desta quinta-feira, 14, a fundação da Associação Instituto Bom Samaritano (AIBS), aprovada por unanimidade em assembleia do Grupo de Proteção da Infância e Adolescência (Grupia), na sede da Associação Empresarial de Brusque (Acibr). A assembleia estava prevista para esta data desde o dia 23 de novembro de 2018, quando o marco constitutivo da AIBS foi aprovado. 

No entanto, a ata de fundação só será concluída no dia 13 de junho, quando nova assembleia será feita para aprovação do que for discutido daqui em diante.

Durante este período, serão determinados os membros de cada órgão da entidade, entre outras tratativas, como a definição da identidade visual.

São órgãos do instituto: Assembleia Geral, Conselho de Administração, Conselho Fiscal e Diretoria Executiva.

Este último órgão será dividido em sete diretorias técnicas: de Planejamento, Gestão, Estratégia e Avaliação; de Pesquisa, Estudo, Formação e de Registro Histórico-Editorial; de Fundamentação Principiológica da Doutrina da Proteção Integral à Criança e ao Adolescente; de Promoção da Alimentação Adequada e Saudável; de Promoção da Proteção Judicial; de Estrutura Promocional; e de Captação de Recursos.

Cada uma destas diretorias será destinada a tratar dos assuntos que competem à sua pasta.

Após a nomeação de cada membro da AIBS, o próximo passo será fazer um levantamento das demandas da cidade para então o instituto começar a traçar projetos e ações para solucionar os problemas.

Instituto Bom Samaritano

A Associação Instituto Bom Samaritano (AIBS) está em desenvolvimento há algum tempo. Em abril do ano passado, a ideia começou a ganhar corpo quando o presidente do Grupia, Paulo Kons, mobilizou a comunidade para ajudar na criação da instituição. 

O objetivo da entidade é apoiar e promover ações que ajudem a comunidade. O presidente da AIBS, Marcos Eugênio Welter, enfatiza a questão de ajudar crianças que não têm um responsável. “O nosso objetivo é prestar assistência e dar palavras de luz, projetar essas crianças de forma que algum dia eles possam ser alguém na vida”.

Kons deixa claro que a AIBS não vai desenvolver ações concorrentes às organizações que já fazem um trabalho assistencial.

“Vai ser um instrumento de apoio, de aperfeiçoamento. Em um segundo momento, dentro de uma linha de inovação, nós vamos ter ações diretas, mas que são inovadoras”.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio