Atletas são selecionados para categoria de base do Brusque Futebol Clube

Cerca de 60 atletas são pré-selecionados nas categorias juvenil e juniores

Atletas são selecionados para categoria de base do Brusque Futebol Clube

Cerca de 60 atletas são pré-selecionados nas categorias juvenil e juniores

Depois de três sábados de seletivas, que movimentou um total de 150 atletas, o Brusque Futebol Clube pré-selecionou 60 jogadores, sendo 30 para a equipe juvenil e 30 para a juniores. O próximo passo será fazer uma nova avaliação durante essa semana para definir os atletas que formarão as equipes de base do Bruscão. As exceções foram os irmãos gêmeos Roni e Robson Borges, meias que foram selecionados de maneira direta nos juniores.

A nova avaliação será dividida em três dias desta semana. Hoje, quarta e sexta os atletas pré-selecionados deverão se apresentar no CT Rolf Erbe para que a comissão técnica defina os jogadores que seguirão com o time brusquense. A apresentação da equipe oficial, que ainda estará desfalcada e precisará de contratações para alguns setores, será na próxima segunda-feira. Diretoria e comissão demonstraram preocupação e pressa para poder contar com o plantel, pois, apesar de a Federação Catarinense de Futebol não ter divulgado a tabela oficial das competições estaduais de base, o início já está previsto para o fim deste mês.

Comissão formada

A comissão técnica que comandará as duas equipes de base do Bruscão foi definida pela diretoria. Darlan Soares, de Balneário Camboriú, será o técnico da equipe juvenil, composta por atletas de até 17 anos. Soares participou de todas as avaliações, e, apesar do auxílio da diretoria do Brusque e também do observador do Laboratório do Atlético Paranaense, Osnildo Kistner, foi ele quem deu a ‘palavra final’ sobre quem fica para a última fase.

Para Soares, que almeja ser técnico de equipe profissional de futebol, esse será um dos seus maiores desafios até agora. “Trabalho há sete anos com centro de formação de atletas. Por se tratar de uma equipe de rendimento, é uma das maiores responsabilidades na minha carreira”, explica. Segundo o técnico, que tem 25 anos, o fato de o clube contar com um CT é um ponto positivo que o coloca na frente das demais equipes da série B do Catarinense. “Facilita o trabalho do dia a dia. Se torna mais fácil alcançar os nossos objetivos dentro das competições”, afirma.

Para a equipe juniores, composta de atletas de 17 a 20 anos, o comandante anunciado é o equatoriano Abraham Mina. O ex-atleta do Barcelona Sporting Club, popularmente conhecido como Barcelona de Guayaquil, veio ao Brasil há dez anos em busca de espaço para a profissão à qual havia acabado de se formar: Engenharia Comercial. Após alguns anos no ofício de engenheiro, Mina sentiu falta da época de ‘boleiro’ e passou a fazer estágios para iniciar uma carreira como técnico. Tomou lições com o ex-auxiliar-técnico da Seleção Brasileira, Jorginho Campos, além de estagiar na Alemanha e no Avaí. Recentemente, trabalhou com as categorias de base do Camboriú.

Mina, que hoje é casado com uma brasileira e mora em Balneário Camboriú, diz que tem o desejo de não só levar sua equipe às decisões, mas também colaborar com o time principal do Bruscão. “Um dos objetivos será suprir a equipe profissional. Queremos resgatar o bom trabalho de base do Brusque e fazer com que o time possa dispor de boas peças do grupo juvenil caso seja necessário”.

Os dois times de base contam também com preparador físico. O gaúcho Marcos Vinícius Manassa Abella, de Santa Maria, participou das peneiras realizadas em Brusque. Apesar de não poder desempenhar a função integralmente, Abella aproveitou para observar o desempenho de cada atleta. “Os jogos são de 20 minutos. Isso é pouco tempo para ofegar e demonstrar cansaço, o que vai pesar na seleção destes atletas”, explica.

Chance agarrada

O jovem atacante Luan Rocha suou no CT do Bruscão em busca de seu ‘lugar ao sol’. Em partida demonstrativa, mostrou velocidade, ajudando a equipe juvenil na defesa e correndo para a linha de frente quando o contra-ataque acontecia. O esforço resultou no único gol do atleta de 17 anos, que recebeu na entrada da área, dominou e colocou no cantinho. “Espero ter mostrado o meu valor. Sou atacante e a cobrança em cima de mim é pelos gols, que pude fazer na partida”, diz.

Outro atleta que se destacou pelo esforço foi o volante João Vitor Araújo. Dedicado a conseguir uma chance no Bruscão, o atleta, também de 17 anos, começou a preparação em casa. “Conversei com minha mãe e decidi que era isso que queria para minha vida. Fiz atividades físicas por conta para chegar aqui preparado”.

Resgate da base

O diretor das equipes de base do Brusque, Maurino Cazagrande, o Casão, acompanhou o último sábado de seletivas no CT Rolf Erbe. Segundo ele, depois de um período de ostracismo, o trabalho de formação de atletas do Brusque volta a ser prioridade. “Antigamente, éramos referência no estado em termos de trabalho com os jovens. Colocamos jogadores no exterior e fizemos até uma final com o Avaí em 2008. Nos últimos anos a situação mudou, com investimento menor. Nesta temporada, retomamos esse foco”.

Com melhoria na estrutura após a aquisição de um alojamento e investimentos maiores na base, Casão diz que as equipes serão muito mais competitivas nesta temporada. “Agora vai dar para cobrar mais dessa gurizada”, diz.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio