Atraso em obra do Copom adia instalação de câmeras do programa Bem-Te-Vi em Brusque

Dez equipamentos de videomonitoramento serão instalados na cidade somente com a finalização da obra

Atraso em obra do Copom adia instalação de câmeras do programa Bem-Te-Vi em Brusque

Dez equipamentos de videomonitoramento serão instalados na cidade somente com a finalização da obra

Até o início de 2016, dez câmeras do programa Bem-Te-Vi entrarão em funcionamento em Brusque, por meio de parceria do governo do estado e a prefeitura. A instalação de postes, fiação e link para suporte já estão prontos. Em Guabiruba e Nova Trento, inclusive as câmeras já monitoram as cidades. No entanto, em Brusque, a assessoria da Secretaria de Estado de Segurança Pública diz que o atraso na finalização da obra do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) adiou a instalação.

Ainda assim, a expectativa do comandante da PM, tenente coronel Moacir Gomes Ribeiro, é de que o equipamento seja instalado até dezembro, para a fiscalização de fim de ano. Além das dez câmeras, Brusque terá a capacidade de ampliação do sistema para mais 20 equipamentos de videomonitoramento, que deverão ser instaladas no primeiro semestre de 2016. “Ficaremos com 30 equipamentos de fibra óptica, que ainda não é o ideal, até porque nossa área territorial é muito grande. Porém, essa quantidade auxiliará bastante”, diz Gomes.

Atualmente, Brusque conta com 30 câmeras que funcionam pelo sistema via rádio e que podem ser levadas para qualquer lugar, por não dependerem de fiação. A desvantagem dos equipamentos é o baixo zoom e nitidez da imagem. “Enquanto as câmeras de fibra óptica tem o giro de 360 graus, essas não têm, ou seja, são de abrangência muito menor”, explica o comandante.

Com a qualidade das novas câmeras do programa Bem-Te-Vi, a PM terá maior facilidade para identificação e refinamento das imagens. “Poderemos acompanhar em tempo real toda a movimentação naquela região com precisão”.

Novo prédio

O novo prédio que sediará o Copom está em fase final. O comandante da PM informa que agora falta a prefeitura fazer as licitações para a parte elétrica e aquisição dos móveis. Para o tenente coronel Gomes, até fim deste mês o processo deve ser aberto para em dezembro começar a instalação elétrica e colocação dos móveis. A previsão da Polícia Militar é de que até fevereiro a obra esteja concluída.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio