Aumenta procura por produtos da ceia natalina em Brusque

Frutas, peru e bebidas são os produtos mais procurados nos supermercados

Aumenta procura por produtos da ceia natalina em Brusque

Frutas, peru e bebidas são os produtos mais procurados nos supermercados

A procura pelos alimentos tradicionais da Ceia de Natal já começou. Faltando menos de uma semana para a data, o movimento nos mercados de Brusque está crescendo, e a tendência é que a partir do fim de semana aumente ainda mais.

“Já começamos a vender para o Natal, tem muita gente se antecipando, mas a grande procura será mesmo nos últimos dias, principalmente de sexta até terça-feira”, afirma o gerente comercial do supermercado Archer, Udo Wandrey.

O gerente do supermercado Bistek, Robson Ribeiro, afirma que o movimento nesta semana está superior ao do ano passado. “Estamos com bastante movimento, o que já era esperado. Os preços subiram em termos de inflação, nada com que se preocupar”.

De acordo com Wandrey, os preços dos alimentos mais tradicionais da ceia não estão muito diferentes do ano passado. “Os preços praticamente se mantiveram os mesmos. Alguns produtos estão até mais baratos, como as aves, por exemplo. O peru e o chester estão com preços menores”, diz.

Os panetones também ficaram com a mesma média de preço. “Temos os de produção própria que fica em torno de R$ 5 até os de R$ 15, R$ 30, que são os especiais. Mas eles não tiveram um grande aumento de preço”, diz o gerente do Archer.

Já o chocolate teve um acréscimo de 5% com relação ao ano passado. Assim como os espumantes, que aumentaram de 5% a 10%, dependendo da marca. “Os espumantes geralmente são mais procurados após o Natal. Agora, o que foi vendido foi para empresas que presentearam seus funcionários”, destaca Wandrey.
As frutas, tradição na ceia natalina, também se mantiveram com os preços estáveis. “Não aumentou o preço neste decorrer do ano. A procura pelas frutas está bem grande, principalmente uvas, melancias que servem também para decoração”, destaca Ribeiro.

A auxiliar administrativa Ionara Moraes, ainda não comprou os alimentos que vão fazer parte da ceia da sua família, mas já começou a pesquisar os preços. “Ainda não comprei nada. Vou deixar para comprar mais perto da data, até pela questão da falta de tempo, mas uma olhadinha nos preços a gente sempre dá”, diz.
Para ela, alguns alimentos são essenciais para compor a ceia. “Não podem faltar o chester, o tender, as frutas, as frutas secas e também uma boa maionese. Esses são os ingredientes para uma boa ceia”, recomenda.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio