Casa 3 – Solidão

Houve um momento em que era necessário caminhar com as próprias pernas. Sair da zona de conforto. Romper com os caminhos pré-concebidos. Não era...

A pequena notável

“O que é que a baiana tem?  Tem torço de seda, tem! Tem brincos de ouro, tem! Corrente de ouro, tem! Tem pano-da-Costa, tem! Tem bata rendada,...

go find yourself

Alguns meses antes de morrer, em 26 de novembro de 1980, Nelson Rodrigues, em entrevista ao Jornal Opiniático, perguntado sobre os primeiros anos da...

#UmaMinaAjudaAOutra

Carnaval, né, gente? Desde que o mundo é mundo (e não dá para não lembrar daquela imagem clássica do homem das cavernas arrastando a...

Nada se cria, tudo se recicla!

É raridade quem não convive com aquela mania de "juntar tralha", existem vários nomes para chamar quem guarda tudo: colecionadores, catadores, acumuladores... Como em...

Viva a comida!

Fico tão frustrada e fico me perguntando se mesmo depois de muita gente ter acesso a informação sobre a verdadeira alimentação saudável e a...

Varal de tempo

Estaciono o carro com dificuldade. Muito estreitinha a rua que dá na costureira aqui do bairro. Casinha charmosa, honrada de silêncio, porta sempre aberta,...

Um Viva aos Sonhadores!

Vi muita gente otimista com o novo ano. Todo começo parece fazer renascer a esperança. Ouvi muitas pessoas com desejos de ter um ano...

Aquela história do turbante

Eu pensei em escrever sobre a questão do turbante que virou polêmica nos últimos dias nas redes sociais, mas estou começando a ficar com...

Casa 2 – Cortando o Cordão

Foi muito difícil soltar a mão dela. Aquela mãe estrela, forte e brilhante, a lhe proteger da vida. Mas a coragem dela era contagiante,...