Autoescolas de Brusque dividem veículo para atender deficientes físicos

Carro automático é utilizado sobretudo por pessoas que não têm algum membro inferior ou superior

Autoescolas de Brusque dividem veículo para atender deficientes físicos

Carro automático é utilizado sobretudo por pessoas que não têm algum membro inferior ou superior

Para atender alunos com deficiência física, três autoescolas de Brusque firmaram parceria para adquirir um carro automático que pode ser adaptado conforme a necessidade do motorista. Mensalmente, média de uma pessoa utiliza o veículo em aulas práticas de direção.

O proprietário da autoescola Marquezan, Célio Marquez, explica que ele e os proprietários da Diplomata e da Lideral decidiram comprar o carro devido à demora que acontecia para eles terem acesso aos veículos adaptáveis do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Santa Catarina (Sindemosc), com sede em Blumenau.

“Eles têm dois carros automáticos lá e emprestam para todas as autoescolas do estado que não possuem veículo igual. Hoje, para conseguir, tem que aguardar até fevereiro, por exemplo. Para não fazer os alunos esperarem tanto, resolvemos comprar o nosso”, explica Marquez.

O veículo, que foi adquirido no ano passado, é utilizado sobretudo por alunos que não têm algum membro inferior ou superior. De acordo com o proprietário da Marquezan, colocar acelerador manual é uma das principais adaptações que o carro sofre.

“Vale a pena ter o carro porque é um diferencial que você tem para atender o cliente. Você não fica dependendo de outro veículo. O aluno já vem fazer as aulas teóricas e tem o carro à disposição”, diz.

Ainda de acordo com Marquez, as autoescolas do município e também de cidades vizinhas como Guabiruba, São João Batista e Nova Trento que não têm carro adaptado encaminham os alunos a um dos três locais após as aulas teóricas.

O proprietário explica também que as aulas para as pessoas com deficiência física são iguais às aulas práticas de pessoas sem deficiência – 25 aulas, ao todo. Além disto, a prova prática também é a mesma.

Outra opção

O carro adquirido pelas três autoescolas também tem outra finalidade. Nos dias em que os alunos das autoescolas não o utilizam, o veículo é alugado para pessoas com deficiência física que pretendem adquirir um veículo automático com valores mais baixos.

“Nós alugamos e eles têm direito a uma aula de volância e um teste. Isso quando o médico detecta algum problema na pessoa e decide que ela precisa ter um carro automático. Então ela vem até nós, porque daí ela ganha desconto na hora de comprar o carro”, explica Marquez.
Ele afirma ainda que cerca de quatro clientes por mês procuram o carro para essa finalidade.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio