Avaí e Joinville não saem do empate em primeiro duelo do Catarinão

Times 'da elite' no estadual começam empatados no Campeonato Catarinense

Avaí e Joinville não saem do empate em primeiro duelo do Catarinão

Times 'da elite' no estadual começam empatados no Campeonato Catarinense

Logo na primeira rodada do Campeonato Catarinense, duas equipes ‘de elite’ mediram forças. Avaí e Joinville duelaram ontem na casa do time tricolor. O Joinville teve início avassalador e chegou a abrir dois gols de diferença.

O Leão da Ilha, no entanto, não se intimidou com a boa presença da torcida rival na Arena Joinville e chegou ao empate no talento de Anderson Lopes, que marcou duas vezes. Os ânimos esquentaram no fim da partida, e três atletas foram expulsos a cinco minutos do fim, dois avaianos e um tricolor.
JEC veloz no primeiro tempo
Com a moral de ser o atual campeão brasileiro da Série B, o Joinville iniciou a partida empregando velocidade. Com eficácia no ataque tricolor, logo cedo o goleiro avaiano Vagner passou sufoco. A insistência jequeana foi premiada com gol: Aos sete minutos, Fabinho fez bela jogada pela esquerda, chegou à linha de fundo e cruzou na cabeça de Rafael Costa. O estreante do dia não desperdiçou a oportunidade e abriu o placar.

Aos 20 minutos, o time da casa ampliou. Marcelo Costa bateu muito forte de fora da área. A bola pegou tanta velocidade que Vagner pulou quando ela já balançava as redes. Os dois gols no primeiro tempo deram a impressão de que o JEC venceria o Avaí com facilidade. Mas antes que a partida encerrasse, o atacante Anderson Lopes tratou de diminuir. Eduardo Neto lançou na área e o atacante cabeceou com precisão, aos 42 minutos.
Lopes brilha e clima esquenta
O ‘gás’ do JEC acabou na segunda etapa. Lento, o time não acompanhou o rival, que passou a tomar a posse de bola para si. Aos 11 minutos, o volante do Leão da Ilha Ueliton carimbou a trave em cobrança de falta. Cinco minutos depois, em bela trama, Anderson Lopes brilhou novamente e marcou seu segundo gol na partida. Renan Oliveira carregou pelo meio e passou para Rômulo que serviu o artilheiro do Leão.

Até os 35 minutos, o Avaí mandou no jogo. O goleiro Ivan precisou fazer grandes defesas para que o time da capital não saísse vitorioso na Arena. Nos últimos dez minutos de jogo, o JEC buscou o terceiro gol e pressionou o time azurra. Aos 45, o clima esquentou após cotovelada de Willian Rocha, do Avaí, em Fernando Viana. O avaiano Eduardo Neto e Rogério do Joinville trocaram agressões, sendo ambos expulsos junto com Rocha. O jogo foi até os 50 minutos, sem alteração no placar.
Criciúma 3 x 1 Guarani de Palhoça
Nenhuma surpresa no primeiro jogo do Catarinão 2015. O Tigre não levou sustos contra o recém-promovido Guarani de Palhoça, em partida realizada no sábado, no Heriberto Hülse. Aos oito minutos, Bruno Lopes recebeu cruzamento de Roger Guedes e abriu o placar. Aos 40, Roger marcou mais uma vez, girando na entrada da área e anotando belo gol.

No segundo tempo, Lucca marcou um golaço no Heriberto Hülse. Em cobrança de falta, o jogador bateu rasteiro. A barreira pulou e a bola morreu no fundo da rede do Guarani. O time de Palhoça diminuiu na falta de Gustavo Santos, que pegou no zagueiro Joilson do Tigre e atrapalhou o goleiro Bruno.
Chapecoense 5 x 0 Inter de Lages
A Chape não perdoou o Leão Baio na Arena Condá e tratou de golear a equipe que recém subiu para a divisão principal do catarinense. Ao fim do primeiro tempo, o time do Oeste já havia feito três gols, com Camilo, Gil e o estreante Roger.

Na segunda etapa, o técnico do Inter, Marcelo Mabília, quis um time mais ofensivo para tentar diminuir o placar, tirando o meia Guilherme Oliveira e o volante Valdo Bacabal para as entradas dos atacantes Teco e Antônio. As mexidas foram equivocadas, pois o time ficou ainda mais frágil na defesa. O meia Ananias aproveitou o erro de Mabilia, fazendo mais dois gols para a Chape e fechando o placar.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio