Azambuja é um dos santuários representados em evento de turismo religioso

Realizada em Nova Trento, 1ª Vitrine Religiosa contou com estandes, expositores e palestras

Azambuja é um dos santuários representados em evento de turismo religioso

Realizada em Nova Trento, 1ª Vitrine Religiosa contou com estandes, expositores e palestras

Divulgar as atrações e fomentar o turismo religioso. Estes foram os principais objetivos dos representantes de dez santuários de Santa Catarina que estiveram presentes na 1ª Vitrine Religiosa, em Nova Trento. Realizado entre os dias 20 e 22 deste mês no Santuário Santa Paulina, o evento também retomou a discussão sobre as ações de marketing que as cidades devem adotar para atrair peregrinos.

Entre os dez santuários divulgados, o de Nossa Senhora de Azambuja, de Brusque, foi representado por Vilmar Walendowsky, o Negão, integrante da comissão de festas do Azambuja. Durante as conversas com os peregrinos, Negão enfatizou que o Azambuja, antes da criação do Santa Paulina, era o maior representante do turismo religioso no estado. Com a fala, ele buscou destacar a importância histórica do local.

“Nosso objetivo era divulgar o Azambuja para aquelas pessoas que não conheciam ainda. Agora, o Azambuja é o segundo santuário devido ao crescimento do Santa Paulina. Mas quem passa por Nova Trento para visitá-lo, também pode ir a Brusque. Aqui nós temos a gruta, a igreja e o santuário. Precisamos atrair os peregrinos”, diz.

Ao longo do evento, também ocorreram a Feira de Roteiros Turísticos e Produtos Religiosos e o Congresso Catarinense de Turismo Religioso. Neste último foram discutidas alternativas de fomento ao turismo em todo o estado. O Ministério do Turismo repassou R$ 100 mil às ações relacionadas à divulgação do segmento em Nova Trento, Brusque, São João Batista, Major Gercino e Angelina.

De acordo com Negão, o dinheiro foi recebido pela Secretaria de Turismo de Nova Trento e os integrantes do Grupo de Trabalho de Turismo Religioso de Santa Catarina – organizador do evento ao lado do Sebrae/SC – se reunirão para discutir a respeito dos projetos que serão desenvolvidos com o recurso.
Novos turistas

Antigamente maior representante do turismo religioso de Santa Catarina, o Santuário Nossa Senhora de Azambuja perdeu o posto para o Santuário Santa Paulina. Além da queda de lugar, a diminuição de público e consequente decaída como polo religioso transformou-se em realidade nos últimos anos.

Para Negão, o declínio está relacionado à “novidade” proporcionada por Santa Paulina. Enquanto que a Nossa Senhora de Caravaggio está representada não apenas em Brusque, como também em Nova Veneza, outro município do estado, e em Farroupilha, no Rio Grande do Sul, a homenagem à Santa Paulina existe apenas na cidade vizinha.

“Os santos que têm no Brasil vieram da Europa e foram difundidos em várias localidades. Mas agora, no Brasil, estão sendo canonizados novos santos, como a Santa Paulina. E é natural que essa novidade atraia mais o público e transfira o turismo para essas regiões” afirma.

Encontrar meios de aumentar a divulgação do Azambuja, como a colocação de outdoors na rodovia Antônio Heil, seria a forma, segundo Negão, de colocar o santuário novamente em destaque: “Temos de mostrar que o Azambuja existe. A minha geração conhece, mas pessoas abaixo dos 30 anos não conhecem e pouco ouvem falar. O nosso forte é o turismo de compras e 80% das pessoas que vão aos shoppings comprar roupa não sabem do santuário. Para isso também é importante que o município e a igreja andem juntos”.

O evento

A 1ª Vitrine Religiosa contou com mais de dez mil visitantes ao longo dos três dias. Para a diretora-geral do Santuário Santa Paulina, Irmã Anna Tomelin, o evento atingiu os objetivos propostos com a divulgação dos santuários e de produtos religiosos por meio dos expositores.

“Ainda é um evento novo, desconhecido de muita gente, mas ainda assim houve uma boa resposta do público que estava interessado em conhecer outras opções de turismo religioso. Esperamos que nos próximos o evento seja ainda maior”, afirma.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio