Badesc pede ajustes no projeto de prolongamento da avenida Beira Rio

Agência informa que, após retornar da prefeitura, projeto será conferido e licitação autorizada

Badesc pede ajustes no projeto de prolongamento da avenida Beira Rio

Agência informa que, após retornar da prefeitura, projeto será conferido e licitação autorizada

A Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc) informou que pediu ajustes no projeto executivo das obras de prolongamento da margem direita da avenida Beira Rio, cujo contrato de financiamento, no valor de R$ 4 milhões, foi assinado no fim de janeiro com a Prefeitura de Brusque.

Questionado por O Município sobre o andamento da tramitação do processo para liberação do recurso, o Badesc informou, por meio da assessoria de comunicação, que o projeto elaborado pela Prefeitura de Brusque foi analisado e enviado, nesta semana, para que o município realize ajustes.

“Depois das alterações necessárias o projeto retornará para o Badesc para a devida conferência e posterior licitação da obra”, disse o Badesc, por meio de nota.

Segundo a agência, depois que a prefeitura for autorizada a licitar a obra, o que ainda não tem data estipulada para ocorrer, começa a liberação de recursos.

Os R$ 4 milhões estipulados no contrato não são liberados de uma vez só. Segundo o Badesc, a liberação de recursos ocorre conforme o cronograma de execução da obra for concluído.

Conforme a diretora do Departamento Geral de Infraestrutura (DGI), Andrea Volkmann, o projeto foi finalizado e enviado ao Badesc no início de fevereiro, poucos dias depois da assinatura do contrato com a agência.

Ela confirma a necessidade de adequações no projeto, mas afirma que não se tratam de mudanças na parte técnica. O ofício do Badesc, recebido nesta quarta-feira, 22, refere-se apenas a questões de documentos que precisam ser anexados ao processo, explica a diretora do DGI.

A prefeitura, segundo Andrea, está trabalhando para remeter os documentos ao Badesc assim que possível. O projeto foi enviado pela prefeitura ao Badesc após aprovação de uma mudança de planos pela Câmara de Vereadores. O projeto do governo passado contemplava a abertura e pavimentação de 600 metros com R$ 4 milhões de recursos.

Vereador pede informações
Nesta semana, o vereador Paulo Sestrem (PRP) apresentou pedidos de informação à Prefeitura de Brusque sobre as obras na avenida Beira Rio. O pedido mais recente refere-se aos projetos executivos, levantamento de custos e cronograma de execução das obras na margem direita.

Ele afirma que o poder Executivo, quando solicitou aprovação do novo projeto pela Câmara de Vereadores, prometeu encaminhar todos os projetos e documentos referentes a obra para o Legislativo, assim que estivessem prontos.

Entretanto, segundo o vereador, a prefeitura não cumpriu essa promessa, até o momento. Além disso, o parlamentar apresentou novos pedidos de informação nesta semana, referentes às obras na margem esquerda, iniciadas no primeiro dia de governo, mas que no momento estão paralisadas.

Ele havia feito o mesmo pedido antes, no começo do ano, sobre dados da obra. A prefeitura, em ofício, respondeu que estava executando a obra com recursos próprios e apresentou todas as licenças ambientais necessárias, expedidas pela Fundema.

Entretanto, conforme Sestrem, o município “absteve-se” de responder duas questões: 1) quanto foi gasto até o momento na obra; 2) Qual é o nome da empresa licitada para os serviços lá realizados.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio