Bando armado assalta revendedora no bairro Santa Rita, em Brusque

Bandidos fizeram quatro reféns e levaram quatro carros, além de pertences das vítimas

Bando armado assalta revendedora no bairro Santa Rita, em Brusque

Bandidos fizeram quatro reféns e levaram quatro carros, além de pertences das vítimas

Duas vítimas estavam no porta-malas e outras duas no banco de trás do carro  – Crédito: Aline Wernke
Por volta das 18 horas de sexta-feira, 16 de março, um bando formado por cerca de seis criminosos rendeu quatro homens em uma revendedora de veículos na rua 7 de Setembro, bairro Santa Rita. Os bandidos tentaram fugir levando três caminhonetes e um carro com as quatro vítimas como reféns.  
Em fuga pela Antônio Heil, parte do grupo de assaltantes fugiu com uma caminhonete L200 e outros três bandidos pagaram R$50 por uma carona até Itajaí. 
Detalhes do roubo 
Pedro José Lopes, 47 anos, contou que se preparava para fechar a revendedora no final da tarde de sexta-feira quando dois homens armados de uma pistola fizeram a abordagem. Depois de imobilizá-lo com fita adesiva, os assaltantes fizeram o mesmo com o funcionário Jacó Schmengler, 29 anos, que lavava carros nos fundos da garagem. 
No boletim de ocorrências, o relato é de que cerca de 20 minutos após o início da ação criminosa, o proprietário da revendedora, Jean Carlo Maurici, 34 anos, chegou ao local junto com um primo.  Ambos foram rendidos e imobilizados. 
– Eles chegaram dizendo que queriam as caminhonetes abertas. Carros pequenos, eles disseram que não iriam levar – relatou Lopes
O vendedor informou que os bandidos testaram as caminhonetes que tinham combustível e pegaram as chaves da Mitsubishi L200 Triton placa MIZ 0772, de Itajaí; de outra Mitsubishi L200 Sport de placa não informada; uma Nissan X Terra, placa IMF 6444, de Itajaí e o Ford Fusion placa MMI 2270, de Brusque. 
Os bandidos colocaram Jacó e o primo amarrados no porta-malas do Ford Fusion. Já Maurici e Lopes foram amarrados no banco de trás do veículos. O proprietário da revendedora contou que eles fugiam pela Antonio Heil, sendo as caminhonetes dirigidas por outros bandidos, em comboio na direção de Itajaí. 
– Eles não disseram que ia nos matar, só que nós íamos rodar a madrugada inteira com eles e ficar em um lugar bem longe.
No entanto, ao avistarem uma viatura da Polícia Militar, os bandidos que conduziam o Fusion se assustaram, entraram na rua Edmundo Leopoldo Merízio, no bairro Limoeiro, e saltaram do carro em movimento, deixando as vítimas a bordo. Maurici narrou que o carro foi parar em um arrozal e os bandidos fugiram em direção ao mato, enquanto as quatro vítimas fugiram na direção contrária, até acionarem socorro.  
 
Fuga de carona
Após abandonarem o Ford Fusion com as vítimas, os bandidos também deixaram para trás a Mitsubishi L200 Triton e a Nissan X Terra. Parte do bando fugiu levando a Mitsubishi L200 Sport.  Outros três indivíduos suspeitos abordaram um jovem de 19 anos, que trafegava junto com o irmão, de 21 anos, oferecendo R$50 por uma carona até a rodovia Antônio Heil. 
Segundo relato no boletim de ocorrência,  já dentro do veículo, os três suspeitos pediram para que a carona fosse estendida até Itajaí. O jovem relatou no BO que não estranhou o pedido e deixou o trio na primeira lombada depois da BR 101, já em Itajaí. 
Prejuízo
Jean Carlo Maurici estimou que com o furto da Mitsubishi L200 Sport pode ter um prejuízo de R$60 mil. No entanto, calcula que o desfalque poderia passar de R$300 mil se os bandidos não tivessem abandonado a ação. 
 ** Veja imagens na galeria “Assalto concessionária Santa Rita”


** Saiba mais detalhes na edição impressa do MDD de segunda-feira, 19 de março.

* Texto atualizado às 11h54 de 17 de março
* Notícia retificada às 17h25 de 18 de março
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio