Barateiro faz final do Estadual de Futsal Feminino nesta quinta-feira, 15, na Arena Brusque

Time conta com apoio da torcida no primeiro confronto da decisão contra Female Futsal, de Chapecó

Barateiro faz final do Estadual de Futsal Feminino nesta quinta-feira, 15, na Arena Brusque

Time conta com apoio da torcida no primeiro confronto da decisão contra Female Futsal, de Chapecó

Mais do que nunca, o Barateiro vai precisar da força da torcida brusquense. Diferente dos últimos anos em que o clube trouxe o último jogo da final do Estadual de Futsal Feminino 2016 para o berço da fiação catarinense, dessa vez o time terá o primeiro confronto em casa.

O time, que conquistou o título da Libertadores no último mês, conta com o apoio massivo na Arena Brusque para fazer um bom primeiro resultado e dificultar a vida para as adversárias da Female Futsal, de Chapecó. O confronto será amanhã, a partir das 20h30. Antes ainda, às 19h, a equipe Sub-17 faz semifinal do estadual da categoria, também contra o Female Futsal. A entrada para a partida terá o custo de R$ 5.

Do outro lado

Depois de muitas conquistas pela Female Futsal, pela primeira vez a fixa Valéria estará do outro da quadra. Contratada este ano pelo Barateiro em uma espécie de intercâmbio involuntário – Nega, atleta do time brusquense por sete anos, agora é jogadora do Female – Valéria diz que está focada na vitória. “Independente do lado que você esteja, você luta pela camisa que está vestindo. Vai ser um jogo duro e que será decidido no detalhe, quem errar menos leva”, diz a fixa.

Campeã da Libertadores junto com a nova equipe, Valéria já aponta a estratégia para conquistar o título estadual pelo Barateiro. “Jogando em casa o primeiro confronto é importantíssimo buscar o resultado positivo, e contamos com a torcida pra conquistar isso”, completa.

Hora de recuperar

Se o time brusquense não está decidindo o título em casa é porque não fez a melhor campanha. Diante disso, o técnico Esquerda trabalhou diversas situações com as atletas que defenderão o Barateiro na competição. “A gente tem que saber lidar com isso. Queremos contar muito com nossa torcida que comparece em todas as finais, precisaremos demais”.

Para Esquerda, esse será o maior desafio do ano até agora para o clube de Brusque. “Todo o jogo contra a equipe de Chapecó é difícil. Nunca tivemos vitórias ou derrotas com placares elásticos. Esse ano tivemos três partidas com duas vitórias nossas e uma derrota. O confronto envolve muita coisa porque dá vaga para a Taça Brasil, e da Taça Brasil leva para a Libertadores”, completa.

BARATEIRO

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio