Bebê morre asfixiado com leite materno

Menina de três meses regurgitou enquanto dormia durante a madrugada

Bebê morre asfixiado com leite materno

Menina de três meses regurgitou enquanto dormia durante a madrugada

Uma menina de três meses de idade morreu após se afogar com leite materno na madrugada de quinta-feira 11 de julho, em Guabiruba. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a mãe do bebê deu de mamar pela última vez por volta das 4 horas da manhã, e, logo em seguida, colocou a menina no berço para dormir novamente, sem esperar o arroto.

Enquanto dormia, a menina regurgitou e aspirou o leite, o que causou a sua morte por asfixia. A mãe da criança só foi perceber de manhã, quando acordou. Ela levou a filha para a Policlínica, mas a menina já estava sem vida há algumas horas. “Os médicos ainda tentaram reanimar o bebê, mas não conseguiram, já havia entrado em óbito há algum tempo. Os Bombeiros foram acionados às 8h20, mas não havia o que fazer”, afirma o soldado Carlos Eduardo, que atendeu a ocorrência.

Segundo o soldado, esse é o primeiro caso registrado em Guabiruba. “É difícil acontecer casos assim. É importante que a mãe, depois de amamentar, espere o bebê arrotar antes de deitá-lo de novo. O diafragma do bebê é muito sensível, e quando ele deita logo depois de mamar, regurgita. Às vezes, a mãe vê e pode acudir, mas nesse caso ela não viu, e não pode fazer nada. É um pequeno descuido que pode ser fatal”, afirma.

O soldado também orienta as mães sobre o que fazer quando o bebê se engasga no momento da amamentação. “Quando a mãe percebe que o bebê está se afogando é preciso virar a criança de barriga para baixo na palma da mão, dar uma inclinada e pequenas palmadas na parte de baixo da costela para cima. Com isso, ele vai expelir o leite. Se, mesmo assim, não resolver, é preciso ligar para a emergência o mais rápido possível”, destaca.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio