Em 2011, Bernadete Provesi, 60 anos, começou a sentir uma dorzinha chata na região do seio. A dor incomodava, parecia que havia um bichinho por ali, e então ela decidiu procurar um médico. Foi em uma unidade de saúde e encaminhada para a mamografia. Dias depois, veio o resultado: estava com câncer de mama.

Ela iniciou sua batalha contra a doença e ainda em 2011 fez a retirada total da mama direita. Depois da cirurgia, precisou se submeter a sete sessões de quimioterapia e mais 28 sessões de radioterapia. Apesar de todas as dificuldades, Bernadete sempre reagiu muito bem ao tratamento e isso a deu forças para enfrentar a doença.

Bernadete Provesi
Idade: 60 anos
Profissão: Dona de casa
Bairro: Primeiro de Maio

“No começo é horrível, eu desabei, mas nunca pensei que fosse morrer, toquei para frente. Nessa doença, não se pode pensar coisas ruins, tem que ser alegre acima de tudo”, diz.

Bernadete teve muito apoio dos amigos e enfrentou todo o tratamento de cabeça erguida. “Eu lutei, não fiquei chorando pelos cantos. Se você fica assim, é muito pior”.

Deixe uma resposta