Bruscão define futuro no hexagonal em duelo com o Avaí

Quadricolor precisa vencer para manter chances de título do hexagonal

Bruscão define futuro no hexagonal em duelo com o Avaí

Quadricolor precisa vencer para manter chances de título do hexagonal

O futuro do Brusque no hexagonal final do Campeonato Catarinense estará em jogo nesta quarta-feira, 26) na Ressacada. Uma vitória no duelo diante do Avaí é fundamental para manter a equipe com chances de conquistar a vaga na Copa do Brasil. O time quadricolor vive situação delicada na tabela de classificação e precisa urgentemente do triunfo para não correr risco de acabar a rodada na zona de rebaixamento do Estadual.

Alerta
Os últimos resultados adversos ligaram o sinal de alerta na equipe. Estacionado nos oito pontos, o time brusquense tem apenas um a mais que o Juventus, adversário que hoje estaria rebaixado para a segundona. O meia Serginho, um dos mais experientes da equipe, admite o mau momento, mas ressalta que todos os atletas estão conscientes da responsabilidade para tirar o Brusque desta situação. “O grupo precisa estar bem ciente de que a gente está numa situação incomoda e só vamos sair dela com determinação e garra nos jogos que temos pela frente”, afirma.

Para o jogador, o plantel precisa dar uma resposta rápida contra o Leão para não deixar para definir o futuro da equipe nas últimas rodadas. “É muito importante conseguir pontuar lá (na Ressacada), porque depois temos os concorrentes diretos, com dois jogos em casa e um fora. Temos que matar esses adversários para que a gente possa pensar ainda na Copa do Brasil e numa possível vaga na Série D”, diz.

Reflexão
Para Serginho, o momento é de reflexão para que os resultados voltem a aparecer. “Quando estávamos ganhando, o Brusque todo estava bem falado. Agora, já se criou uma expectativa no ar que talvez um ou outro não preste. Por isso, precisamos fechar ainda mais o grupo e ir em busca dos resultados”. O jogador também aproveitou para absolver os atacantes Eydison e Ricardo Lobo, que vêm sendo criticados em razão da seca de gols que vive a equipe. “Estamos criando, mas estamos desperdiçando. E não é só os atacantes, nós que chegamos de trás, o zagueiro numa bola parada”, afirma.

Depois de ser uma das sensações do campeonato, a queda de rendimento incomoda os atletas. Um possível rebaixamento seria uma catástrofe para o clube. “Um rebaixamento é muito ruim para o currículo. A gente é bem ciente disso. Os atletas todos sabem, até porque a gente quer se empregar no segundo semestre. Ou aqui no Brusque ou em outra equipe. Mas, para isso, temos que deixar o clube numa situação boa”, completa o meia.

O zagueiro Néris diz que os maus resultados acabam interferindo no ambiente do clube, mas que os jogadores estão focados para dar a volta por cima . “A pressão é ruim. Mas temos que esquecer estas partidas que ficaram para trás e pensar na frente para somarmos pontos”. Segundo o defensor, a equipe precisa caprichar mais no último passe. Assim, terá mais condições de concluir em gol e reencontrar as vitórias. “No meu ponto de vista, é isto que está faltando”, avalia.

Preparação
O último treino apronto do Brusque foi realizado ontem no CT Rolf Erbe, quando Joceli dos Santos fez um esboço do time que deve entrar em campo. Pela segunda vez desde que assumiu o grupo, o técnico deve ter todo o elenco à disposição. O principal reforço para o jogo diante do Leão é o meia Aldair. Depois de ficar fora dos dois confrontos com a Chapecoense, o jogador treinou com os titulares e deve começar jogando. Coincidentemente, na última vez que Joceli escalou os 11 atletas considerados titulares foi quando o clube conquistou seu mais recente triunfo: vitória por 2 a 1 sobre o Marcílio Dias.
Leão quer manter bom momento
Aos poucos, o Avaí vai deixando o momento de turbulência e projetando voos mais altos no hexagonal. Com a ameaça de rebaixamento praticamente descartada, o time do técnico Pingo pretende somar mais três pontos em casa diante do Bruscão para evitar de vez qualquer risco. “Creio que com mais uma vitória nós afastaremos do risco do rebaixamento. Repito, matematicamente, necessitaríamos de mais um ponto, mas eu creio que com alguns jogos de confronto direto entre algumas equipes, nós podemos, com o resultado positivo, eliminar a crise”, comenta o treinador do Leão. A ideia do técnico é aproveitar o momento positivo (são quatro jogos de invencibilidade), para encostar nos líderes Marcílio Dias e Chapecoense, que fazem confronto direto, também às 20h30, em Itajaí.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio