Bruscão fica no empate com Marcílio Dias e perde o título da Divisão Especial

Quadricolor não consegue reverter a vantagem do adversário, que fica com o título por ter a melhor campanha da competição

Bruscão fica no empate com Marcílio Dias e perde o título da Divisão Especial

Quadricolor não consegue reverter a vantagem do adversário, que fica com o título por ter a melhor campanha da competição

O Bruscão foi guerreiro, lutou até o fim, mas não conseguiu reverter a vantagem do Marcílio Dias e ficou sem o título da Divisão Especial. O Marinheiro soube jogar pelo empate, resistiu bem as investidas quadricolor e deu um grande passo para ficar com o título quando Tony abriu o placar aos cinco minutos da etapa complementar. 

João Paulo ainda deixou tudo igual aos 26, mas o Marreco não teve forças para superar a defesa adversária, reclamou bastante da cera do rival e viu o Marinheiro erguer o título e comemorar diante de sua torcida.
Galeria
O jogo
Brusque e Marcílio Dias fizeram um primeiro tempo cauteloso, com poucas oportunidades efetivas de abrir placar. Precisando do resultado, o Brusque foi logo para cima, mas tinha dificuldades em chegar ao gol de Eduardo. O Marinheiro também pouco atacava, dava espaços na saída de bola do Brusque e procurava matar o jogo no contra-ataque.
O Marreco forçou mais no começo e quase marcou com Eydison logo aos três minutos. Ele antecipou a marcação de Lucas Bahia, mas não conseguiu completar de carrinho. Após segurar o Bruscão no início da partida, o Marcílio Dias começou a sair para o jogo. Aos 18 minutos, a equipe de Itajaí passou muito perto de abrir o placar.

Tony fintou a marcação do Brusque e chutou forte. A bola pegou na trave de Fabão. Na sobra, Tardelli, com o gol totalmente aberto, perdeu um gol incrível ao chutar para fora. O jogo se manteve equilibrado após o lance, mas as equipes pouco chegaram à meta adversária durante o restante da primeira etapa.
Marinheiro marca e encaminha título
Os dois times voltaram para a etapa final sem alterações. Mas o Marcílio Dias surpreendeu e, diferente da primeira etapa, começou tomando a iniciativa de ataque. A postura da equipe foi premiada logo aos cinco minutos. Após Eduardo fazer defesa segura em chute de Cidinho, o Marinheiro saiu jogando rápido e chegou ao primeiro gol.
Em jogada envolvente no ataque, a bola sobrou para Tony. Sozinho, o atacante do Marinheiro só teve o trabalho de escolher o canto e finalizar sem chances para a defesa de Fabão. O Brusque sentiu o gol e possibilitou ao Marcílio Dias assumir o controle da partida. Tardelli, aos 11 e aos 13 minutos perdeu boas chances de aumentar o placar.

O Marreco só chegou pela primeira vez com perigo aos 15, logo após Rogério Perrô abrir o time e colocar Junai no lugar de Leandro Mancha, com Néris sendo recuado para a defesa. O time chegou perto do empate com Santos. O jogador recebeu bom passe de Serginho, tirou a marcação dentro da área, mas, na hora da finalização, Lucas Bahia se jogou de carrinho e travou o chute.

O quadricolor tinha dificuldades de criação, mas conseguiu chegar ao empate após boa jogada individual de Eydison. Ele recebeu na ponta esquerda, passou pela marcação e cruzou na pequena área. Em lance confuso, Junai e João Paulo chegaram para conclusão junto com Eduardo e outro marcador do Marcílio Dias. No bate-rebate, o lateral do Bruscão conseguiu dar um toquinho na bola e colocar dentro das redes.
Com o gol, o time quadricolor foi para o abafa, mas parava na bem postada defesa do Marinheiro. Rogério Perrô ainda abriu de vez o time ao colocar Marcelo Quilder no lugar de João Paulo. Posteriormente, Cidinho deu lugar a Roberto Jacaré.
Serginho ainda tentou o gol da vitória de fora da área, mas a bola passou tirando tinta da meta de Eduardo. Nos minutos finais, a equipe tentou de todas as formas furar o bloqueio do Marinheiro, mas viu o adversário segurar o resultado nas bolas paradas e na cera do goleiro Eduardo e demais jogadores, tudo sob o olhar de complacência de Leandro Messina Perrone.
Ao fim da partida, os jogadores saíram abalados e novamente reclamando de faltas invertidas pela arbitragem, mas tiveram o reconhecimento da pequena torcida quadricolor que esteve presente e aplaudiu o time na saída de campo.

Confira a cobertura completa sobre a grande decisão na edição do MDD desta segunda-feira, 7 de outubro.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio