Bruscão protesta contra suposto jogador irregular do Tubarão

Diretoria chegou a consultar federação para oferecer denúncia ao atleta

Bruscão protesta contra suposto jogador irregular do Tubarão

Diretoria chegou a consultar federação para oferecer denúncia ao atleta

A diretoria do Brusque FC consultou a Federação Catarinense de Futebol sobre a possível escalação irregular de um jogador do Tubarão, atual líder da Série B catarinense.

O protesto formal foi confirmado pelo diretor do clube, Carlos Beuting, mas negado pelo conselheiro André Rezini, que também responde pelo departamento de futebol. Enquanto o primeiro diz que o o clube chegou a protocolar denúncia, o outro alega saber apenas informalmente da situação. Em comum, nenhum dos dois soube dizer a reportagem o nome do atleta que estaria envolvido na irregularidade.

Divergência à parte, Beuting comenta que o Brusque pediu punição ao clube do Sul do estado, apoiado informalmente por outros clubes, como Concórdia e Juventus Seara, mas a reivindicação foi negada pela Federação Catarinense de Futebol (FCF).

Mesmo tendo ciência da possível irregularidade do jogador, a FCF não acatou o pedido do clube brusquense, segundo o diretor de futebol, porque este ano abriu uma brecha para situações como a mencionada. “Por determinação da entidade, hoje, o atleta não precisa estar inscrito no BID. A federação entende que apenas os clubes mandando a documentação já está tudo ok”, comenta, sem saber se a federação tem aval jurídico para ignorar o registro oficial da CBF.

Apoiado nesta regulamentação, o Blumenau já jogou a primeira partida do campeonato diante do Concórdia com 13 jogadores “irregulares”. “Acredito que ainda há outros clubes com problemas semelhantes. É algo que nos deixa extremamente chateados, pois o Brusque trabalhou muito e chegou a criar uma força-tarefa para que todos os nossos atletas tivessem condições de jogar”, declara Beuting.

Sem opção, o diretor mostra conformismo com a negativa feita pela FCF. “Segunda divisão, brigar com a federação é dar murro em ponta de faca”, conclui.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio